Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Casa Medeiros e Almeida e a Fundação AFID Diferença apresentam exposição ‘VISLUMBRE DESLUMBRE”

Cartaz VislumbreDeslumbre.jpg

 Mostra de trabalhos estará em exposição até 29 de julho

 

A Fundação AFID Diferença, que apoia jovens com deficiência, crianças e idosos no concelho da Amadora, apresenta no próximo dia 18 pelas 17h30, a exposição ‘VISLUMBRE DESLUMBRE”, na Casa Museu Medeiros e Almeida, em Lisboa.

 

A Fundação AFID Diferença apresenta a exposição ‘VISLUMBRE DESLUMBRE’ na Casa Museu Medeiros e Almeida. Uma coletânea de trabalhos feitos pelos artistas da Fundação AFID Diferença, com especial enfoque na diversidade de expressões individuais através da pintura e da ilustração.

 

Esta exposição conta também com um conjunto de peças representativas do trabalho realizado nos ateliers de cerâmica, de papel e de tecelagem manual. O título escolhido para a exposição reflete um encantamento e fascínio pelos trabalhos dos artistas da AFID, expostos lado a lado com o espólio de artes decorativas da Casa Museu.

 

Segundo Domingos Rosa, Presidente do Conselho Executivo da Fundação AFID Diferença, “A arte está no ADN da Fundação AFID Diferença. Esta exposição é mais uma prova de que o talento sobrepõe as barreiras da diferença. Esperamos que as pessoas que se deslocarem à Casa-Museu Medeiros e Almeida apreciem os trabalhos desenvolvidos pelos clientes da AFID, enriquecido pelo belíssimo espaço onde se realiza a exposição, a Casa Museu Medeiros e Almeida. Desde já, aproveito para fazer a todos um singelo convite: apareçam e Vislumbrem-se com esta exposição Deslumbrante.”

 

“A Casa-Museu Medeiros e Almeida investe desde 2001 num trabalho de procura de sintonias com o pensamento atual, mantendo para o efeito uma intercomunicação entre a arte, público e sociedade. É nesta relação da sociedade - solidariedade que está a base da parceria desta Casa-Museu com a AFID com 30 anos de existência e que atua na integração da pessoa deficiente, pelo segundo ano consecutivo. Viver a solidariedade é indispensável pois é um valor capaz de requalificar e reconstruir o tecido da cidadania, obrigação de qualquer agente cultural,” afirma Teresa Vilaça, diretora da Casa Museu Medeiros e Almeida.

 

A exposição ‘VISLUMBRE DESLUMBRE’ estará patente até 29 de julho na Casa Museu Medeiros e Almeida, em Lisboa. A inauguração começa às 17h30 e contará com a participação da AFID Dance.

 

Sobre a Fundação AFID Diferença: 

A AFID – Associação Nacional de Famílias para a Integração da Pessoa com Deficiência celebrou em 2016 31 anos de existência. Ao longo do seu vasto percurso criou também a Fundação AFID Diferença, que por sua vez comemorou 11 anos, uma instituição particular de solidariedade social que se dedica a iniciativas de reabilitação, educação, formação e inserção socioprofissional de pessoas com deficiência. Desenvolve igualmente um conjunto de atividades de apoio à comunidade e serviços de proximidade nos domínios da assistência e solidariedade social, apoio à infância e à terceira idade. É a primeira Instituição da área social, em Portugal, certificada pelas Normas ISO 9001:2008, pela Marca ISS, Nível A e pelo EQUASS Excellence.  

Atualmente, a AFID, na sua globalidade, atende perto de 1500 pessoas – Infância (AFIDKIDS), Pessoas com Deficiência (AFIDREAB) e Pessoas Idosas (AFIDSÉNIOR) - e para as quais trabalham diariamente 211 colaboradores. Trata-se de uma das principais instituições sociais do país – pela dimensão, abrangência e complementaridade dos seus serviços e, sobretudo, pela qualidade impressa na gestão e intervenção técnica. A AFID enquanto associação de famílias mantém o seu objetivo ao nível da representação dos direitos das famílias e das pessoas com deficiência.  

Mais em: www.afid.pt