Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Cendrev _ Julho_ Dentro e fora das quatro linhas

cabecalhoJunho3(1).jpg

 

ESPECTÁCULOS EM DIGRESSÃO´´

Naque.jpg

 

“ÑAQUE, OU SOBRE PIOLHOS E ACTORES”, de José Sanchis Sinisterra

ÑAQUE, ou sobre piolhos e actores”, versão americana de José Sanchis Sinisterra, é uma obra divertida que gira em torno da temática da condição do actor, da sua posição na sociedade e desenvolve-se na relação que este vai construindo com o público. O público inter-relaciona-se com os actores, forma parte do espectáculo, a parte primordial para que existam as representações teatrais. O público que, desde o seu lugar, escuta e espera divertir-se com a representação.

 > Dia 1 de Julho - Teatro Guirigai em Los Santos de Maimona em Badajoz, às 20h30. 
 > Dia 2 de Julho - Teatro La Nave Del Duende em, Cáceres, às 21h30. 


FICHA TÉCNICA 
Autor: José Sanchis Sinisterra / Tradução: José Carlos González / Interpretação e encenação: José Russo e Jorge Baião / Cenografia e guarda-roupa: Helena Calvet / Desenho Musical: Domingos Galésio / Iluminação: António Rebocho / Construção: Tomé Baixinho e Paulo Carocho / Secretariado: Ana Duarte / Produção: Cláudia Silvano / Fotografia: Paulo Nuno Silva / Comunicação: Alexandra Mariano e José Neto / Design gráfico: Milideias - Rui Belo.

Duração: 75 min. / Classificação Etária: M/12

 

purgatorio3.jpg

 PURGATÓRIO”, de Abel Neves

A IMAGEM DE UM ANTÓNIO COMUM
Em “
Purgatório”, é retratado o conflito interno de António. 
António, ex-engenheiro, abalado pelas andanças do mundo decide afastar-se do convívio de familiares e amigos e continuar a sua vida na periferia da cidade, abrigando-se numa velha rulote de circo - que chegou a servir na venda de churros e farturas - e cultivando numa pequena horta os legumes para o seu gaspacho. Vera procura, a todo custo, convencê-lo a voltar para casa, mas para António isso significa perder, regressar ao mundo injusto imposto pelos outros.
Para António, a última coisa a morrer nem é a esperança, é a dignidade. Incapaz de enfrentar a obstinação de António,
Vera encontra uma solução, mas, ainda assim, António resiste. Será ele um perdedor ou um vencedor?
“Purgatório” traz à cena um António entre cada vez mais Antónios.


 > Dias 1 e 2 de Julho - Teatro da Cerca de São Bernardo em Coimbra às 21h30. 
 Um espectáculo que se realiza através do protocolo de intercâmbio que o Cendrev mantém com a
Escola da Noite

FICHA TÉCNICA 
Autor: Abel Neves / Encenação: José Russo / Cenografia e figurinos: Sérgio Vida / Iluminação: António Rebocho / Banda sonora: João Bacelar / Interpretação: Maria Marrafa e Rui Nuno / Direcção técnica: António Rebocho / Construção e montagem: Paulo Carocho e Tomé Baixinho / Secretariado: Ana Duarte / Produção: Cláudia Silvano / Comunicação: Alexandra Mariano e José Neto / Fotografia: Paulo Nuno / Design gráfico: Milideias Comunicação Visual Ld.ª. 
Agradecimentos ao nosso colega e amigo Tójó que nos cede generosamente um conjunto de máscaras da sua coleção.
Duração aproximada: 1h30min. / Classificação Etária: M/12 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.