Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Cendrev | Novembro

 

cabecalhoNOVEMBRO2(1).jpg

 

ESPECTÁCULOS EM ACOLHIMENTO
 



Mesmo antes do mês terminar recebemos o espectáculo DRAMATÍCULOS 2 - “Eu Não, Acto sem Palavras I e Cadeira de Embalar”, de Samuel Beckett, que nos chega pela mão da companhia Teatro da Rainha.

SINOPSE
Em «Eu Não» analisa-se, em estado de vigília, um estranho “filme mental” de fragmentos de vida, no tempo e na lógica de um jorro de palavras incontinente que se impõe como se as palavras estivessem contidas sob uma pressão – timidez, associabilidade, exclusão, confusão e a gramaticalidade – que entretanto cedesse. E o jorro é tentativa de compreender, história bastarda de vida atirada pela Boca aos bocados o nascer e a visitação da morte, aos setenta, no meio do nada, uma ida ao supermercado e a experiência de ter sido ré num tribunal que se confunde com uma imaginação concreta da cena do juízo final. Em «Acto sem palavras» um corpo humano é tiranizado numa caixa de cena prisional que funciona como máquina de tortura. «Cadeira de embalar», cuja forma cadenciada remete para a canção de embalar, embala a personagem para a outra vida é um apagamento que acontece, como um pavio que se extingue.

Teatro Garcia de Resende
 Dia 30 de Novembro e dia 1 de Dezembro, às 21h30 

FICHA TÉCNICA
texto Samuel Beckett | tradução e dramaturgia Isabel Lopes | encenação Fernando Mora Ramos | interpretação Isabel Lopes, Fábio Costa (“Deus Ex Machina” Alexandre Calçada) | desenho de som Carlos  Alberto  Augusto | desenho de luz Carina Galante | produção Teatro da Rainha | duração 50 min.| classificação etária M/16
 
 
 

sigue.jpg

 

Aproveite o feriado para vir ao Teatro. No próximo dia 8 a Companhia Tranvía Teatro apresenta um espectáculo para ver e reflectir!

SINOPSE
Nathan Goldring, um jovem e famoso director de teatro, quer encenar O Rei Lear, de W. Shakespeare num dos mais conhecidos teatros de Berlin. Para encarnar a personagem visita Theo Steiner, actor retirado e desaparecido há vinte e cinco anos. Steiner vive em absoluta solidão numa quinta na Borgonha francesa. Neste encontro, debaixo de uma tempestade, ambos iniciam uma viagem vital e essencial que nos desvendará alguns episódios do passado de Steiner e do presente de Golding. Uma viagem muito mais profunda que o episódio de Rei Lear, questionando a verdadeira essência da alma humana.
Sigue la Tormenta fala do ser humano, da arte e da cultura na sociedade. Questiona a responsabilidade individual e colectiva, a falsa inocência, a banalidade do mal e do cúmplice silêncio.
Fala também do sentido da arte em geral e do teatro em particular na sociedade em que se desenvolvem porque, segundo o autor “O teatro é uma muralha contra a barbárie”


Teatro Garcia de Resende
 Dia 8 de Dezembro, às 21h30 

FICHA TÉCNICA
texto Enzo Corman | encenação Cristina Yáñez | interpretação Mariano Anós e Daniel Martos | cenografia e guarda-roupa Silvia de Marta | composição musical Miguel Ángel Remiro | iluminação Fernando Vallejo | organização Cendrev – Centro Dramático de Évora, no âmbito do Circuito Ibérico de Artes Cénicas | apoio Câmara Municipal de Évora | duração 1h30 | classificação etária M/16

CENDREV EM CENA
 

antes_de_comecar.jpg

 “Antes de Começar” de Almada Negreiros é “uma história de poesia para todas as idades”, uma história carregada de “afectividade, como deve ser a vida das pessoas”.
Dois bonecos ganham vida, encontram-se, conhecem-se, brincam como as crianças, descobrem o coração e crescem. Dois actores fazem uma viagem interior à sua meninice, emprestam o seu corpo à alma dos bonecos, dão-lhes vida.
Numa belíssima prosa poética, falam da amizade, do amor, da vida, das relações humanas. Humanas sim. Quando não estão sob o olhar do seu manipulador, do seu bonecreiro, ganham vida própria.


Teatro Garcia de Resende
 De 11 a 15 de Dezembro, às 10h30 e às 15h00
 (sessões para público escolar do 1.º ao 8.º ano) 

 Dia 16 e 17 de Dezembro, às 16h00 


FICHA TÉCNICA
autoria Almada Negreiros | encenação Rui Nuno | cenografia e figurinos Helena Calvet | música Vitor Ciríaco | desenho de luz e operação de luz e som António Rebocho | construção Tomé Baixinho e Paulo Carocho | interpretação Maria Marrafa e Jorge Baião

OS BONECOS EM DIGRESSÃO

 

bonecos.jpg

 

Mestre Salas e companhia estão de malas feitas. Desta feita partem para a cidade de Recife, no Brasil. Depois voltam para a já tradicional temporada na Biblioteca Pública de Évora. Estes “pícaros” e “atrevidos” bonecos garantem o inesperado e o advertimento é sempre garantido!
Os Bonecos de Santo Aleixo são marionetas de varão que se apresentam num palco em miniatura, o retábulo, com cenários de cartão e iluminação a candeias de azeite. Os textos e as cantigas são acompanhados pelo som da guitarra portuguesa.
Se ainda não viu ou quer rever este admirável espectáculo, que preserva a tradição e originalidade de outros tempos, não perca esta oportunidade.

Parque Treze de Maio, Recife, Brasil
 Dias 9 e 10 de Dezembro, às 19h00 

Biblioteca Pública de Évora
 De 13 a 17 de Dezembro, às 18h30 

FICHA TÉCNICA
actores-manipuladores Ana Meira, Gil Salgueiro Nave, Isabel Bilou, José Russo, Victor Zambujo | acompanhamento musical Gil Salgueiro Nave
 

 


BILHETEIRA
preço normal 6€ | Sócios do Sindicato dos Professores da Zona Sul (SPZS) 4€ | até aos 12 anos, Estudantes, + 65 anos, Reformados/Pensionistas, Funcionários da C.M.Évora, Grupos Escolares e outros de + de 12 pessoas  desconto 50% - 3€ | Cartão PassaporTeatro (estudante) 3€ | Cartão Passaporteatro Sénior: (Assinatura Anual)

Informações e Reservas: 266 703 112 | Email: geral@cendrev.com

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.