Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Centro Histórico de Palmela vive tradicional Queima do Judas | 26 de março - 21h30

Queima (2).jpg

 

No dia 26 de março, sábado, Palmela cumpre a tradição e volta a queimar o Judas nas ruas do Centro Histórico. O percurso pelos vários pontos de queima tem início às 21h30, no Largo dos Loureiros, e conduz o público, à luz dos archotes, até cada um dos Judas – bonecos de palha com recheio pirotécnico - dinamizados pelas associações e grupos locais de teatro, com a dramatização de textos satíricos. O desfile termina, no Largo de S. João, onde será lido o testamento da Câmara Municipal, seguindo-se animação pela Orquestra e pelos Diabos do Bardoada – Grupo do Sarrafo e um espetáculo de fogo de artifício.

Recuperado em 1995 pela autarquia, este ritual de origens pagãs, ligado à celebração do equinócio da Primavera, está, hoje, integrado no Programa Municipal de Teatro e tem contribuído para a divulgação do trabalho dos grupos de teatro de amadores do concelho.

 

Grupos e associações participantes:

- Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros”

- Sociedade Filarmónica Humanitária

- Passos e Compassos/ Grupo das Férias Culturais

- Grupo de Teatro da Associação dos Serviços Sociais e Culturais dos Trabalhadores do Município de Palmela

- ATA – Acção Teatral Artimanha

- Associação Teatro Sem Dono

- Sociedade Columbófila de Palmela

- Associação de Escoteiros de Portugal – Grupo 40 de Palmela

- INdiferentes

- Associação de Idosos de Palmela

- Moto Clube de Palmela

- TELA – Teatro Estranhamente Louco e Absurdo

- Grupo Coral “Ausentes do Alentejo”