Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Ciclo Bach-Schubert - Lisboa, Setúbal e Lourinhã

 

transferir.jpg

 

 

Orquestra Metropolitana de Lisboa
CICLO BACH-SCHUBERT


O acordeão está muito conotado com tradições populares. Seja em situações festivas ou de pendor nostálgico, o seu timbre penetrante faz com que nunca passe despercebido. Tal como os sopros e o piano, beneficiou de importantes melhoramentos técnicos no século XIX, mas só mais recentemente se afirmou como instrumento de repertório. Justifica-se assim recuar no tempo, atender obras emblemáticas da História da Música e emprestar-lhes uma leitura diferente. É nesse sentido que o acordeonista João Barradas nos propõe revisitar uma obra de J. S. Bach que conhecemos do cravo, mas que até foi originalmente composta para oboé d’amore. Dando início a um ciclo de concertos que coloca em diálogo as músicas de Bach e de Schubert, neste programa temos ainda a oportunidade de ouvir o quarto dos concertos dedicados ao Marquês de Brandeburgo e uma sinfonia a que chamamos Trágica em virtude dos contrastes expressivos que atravessa.
 

Quinta-feira, 30 de setembro, 18h00 , Fundação Calouste Gulbenkian
[Prémio Jovens Músicos]


Sexta-feira, 1 de outubro, 21h00, Fórum Municipal Luísa Todi, Setúbal
[Dia Mundial da Música]


Sábado, 2 de outubro, 21h00, AMAL - Associação Musical e Artística Lourinhanense
 

J. S. Bach Concerto Brandeburguês N.º 4
J. S. Bach Concerto para Tecla N.º 4, BWV 1055 (transc. acordeão)
F. Schubert Sinfonia N.º 4, Trágica

João Barradas acordeão
Pedro Neves maestro

 
PRÓXIMOS CONCERTOS
 
NIELSEN-SCHUBERT
Orquestra Académica Metropolitana


17 de outubro, 17h00
Fórum Municipal Luísa Todi, Setúbal

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.