Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Ciclo Wagner e o Teatro com André e. Teodósio

ba886037-ff7c-447a-93e9-f55a65b5f7e0.jpg

 

A Praga fora da Praga


15 março / 18h30

Goethe-Institut Lisboa (PT)
entrada livre

No âmbito do ciclo Wagner e o Teatro, terá lugar no dia 15 de Março pelas 18h30 um colóquio intitulado A Importância da Representação. O painel de profissionais ligados ao teatro integrado por André e. Teodósio, António Lagarto, Eugénia Vasques e Eugénio Harrington Sena debaterá sobre o tema “Wagner e a representação cénica”.

Num dos seus ensaios, Richard Wagner descreveu as suas obras como “atos de música tornados visíveis”. Na verdade, a apresentação cénica das suas óperas esteve sempre ligada à sua conceção. Daí a preocupação apaixonada com que ele acompanhava todos os detalhes dessas apresentações: o canto, a representação, o movimento e todo o aspeto visual cénico, incluindo guarda-roupa e cenários. Foi por essa razão que, dois anos após a morte de Richard Wagner, o mais influente crítico musical do séc. XIX, o vienense Eduard Hanslick, o denominou de “o primeiro regisseur da história”.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.