Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Cidade do Rock pronta para o Rock in Rio-Lisboa 2016

image005.jpg

 

 

A organização do maior evento de música e entretenimento do mundo apresentou hoje, à imprensa, aquela que será a casa da 7.ª edição do Rock in Rio-Lisboa. Nos próximos dias 19, 20, 27, 28 e 29, a Cidade do Rock vai receber milhares de visitantes que poderão assistir às mais de 100 atuações musicais, ao longo de 12 horas de festa por dia.

Com 200 mil metros quadrados, o Parque da Bela Vista volta a receber o Rock in Rio-Lisboa, transformando-se num parque temático de música. São cinco palcos, uma área VIP, mais de 15 espaços de restauração (incluindo algumas novidades como cozinha de autor), com diversões (como slide e roda gigante), diversos stands com ativações e surpresas das marcas para os visitantes, uma fonte e uma piscina, tudo pensado para garantir o conforto do público e experiências inesquecíveis, entre as 16h00 e as 04h00 (com exceção do último dia de evento, 29 de maio, com todas as atrações a começarem uma hora mais cedo).

Bandas, artistas, DJs, bailarinos e artistas de rua vão animar a edição que marca o término das comemorações dos 30 anos do Rock in Rio. Os bilhetes têm um custo de 69€ e dão acesso à Cidade do Rock, a todos os palcos e todas as diversões.

 

 

 

Centro de Controlo Operacional

 

O Centro de Controlo Operacional (CCO) é uma das grandes novidades do Rock in Rio-Lisboa 2016!

O Rock in Rio-Lisboa vai ser o primeiro e único evento em Portugal com um CCO de tamanha abrangência, juntando as várias entidades no mesmo espaço para visionar as imagens do recinto em tempo real.

 

Esta inovação tem a mais-valia de juntar o maior número de entidades influentes na operação no mesmo local, com visionamento de câmaras on time para resolução de possíveis ocorrências. O espaço está também preparado para receber os responsáveis das entidades, que se reúnem antes de abrir as portas da Cidade do Rock e sempre que existe necessidade de agir.

Para além disso, toda a informação recolhida pela tecnologia smart cities vai ser disponibilizada no CCO em tempo real, através do Vodafone GTC aí instalado. O CCO tem o apoio da Prosegur e vai contar ainda com responsáveis da Polícia de Segurança Pública, Polícia Municipal, Proteção Civil, Regimento Sapadores Bombeiros, Hospital Lusíadas, INEM e a produção do Rock in Rio-Lisboa.

 

Smart Cities: Com a chancela da Vodafone, o Rock in Rio-Lisboa vai ser o primeiro festival do mundo a ter soluções smart cities! Ao todo serão cinco soluções instaladas no recinto: Smart Water, Smart Energy, Smart Toilet, Smart Waste e Smart Air.

Smart Water será a solução responsável por monitorizar o abastecimento de água potável na Cidade do Rock e garantir que não falta água durante o evento. Para monitorizar a energia eléctrica dos principais espaços do recinto, através da Smart Energy vai ser possível aferir o consumo de energia em real time e que irá ser fundamental para implementar medidas de optimização de custos nas próximas edições. O tráfego e ocupação de WCs também será supervisionado através de uma solução desenvolvida especificamente para o Rock in Rio-Lisboa: Smart Toilet, que também vai estar disponível na app Vodafone Rock in Rio para consulta do público. Smart Waste será a solução responsável por monitorizar o estado das máquinas de grande dimensão que recebem o lixo proveniente de todo o recinto de modo a evitar constrangimentos de limpeza da Cidade do Rock. Para além destas soluções, o ambiente e a qualidade do ar também vão ser supervisionadas por sensores espalhados pelos 4 hectares do recinto.

O Sistema de Gestão Técnica Centralizada (GTC) é uma solução Vodafone desenvolvida pela SSA Dynamics que agrupa e exibe, em real time, toda a informação recolhida pelos sensores das cinco soluções instalados no recinto.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.