Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

“Cinzento e Negro” chega esta semana às salas de cinema

 

A história vulcânica de “Cinzento e Negro”, que conta já com vários prémios, tem estreia marcada para amanhã, dia 19 de maio, em Lisboa (Cinema Medeia Monumental, NOS Amoreiras e Cinema Ideal) no Porto (Cinema NOS Dolce Vita) e em Setúbal (Auditório Charlot).

Realizada por Luís Filipe Rocha e com produção da Fado Filmes de Luis Galvão Teles, a longa-metragem rodada no final de 2014 entre Lisboa, Faial e Pico é uma história de traição, roubo e fuga, perseguição e vingança. De amor, solidão e morte. Uma tragédia grega em cenário de western (veja o trailer em: https://vimeo.com/118478677).

Em 2015 “Cinzento e Negro” participou em diversos festivais nacionais e internacionais de cinema, tendo sido o grande vencedor do Figueira Film Art - Festival de Cinema da Figueira da Foz, ao arrecadar os prémios de Melhor Longa-Metragem, Melhor Argumento (Luís Filipe Rocha), Melhor Realização (Luís Filipe Rocha, ex-aequo), Melhor Atriz Principal (Joana Bárcia) e Melhor Fotografia (André Szankowski).

No festival Caminhos do Cinema Português, “Cinzento e Negro” viu reconhecida a sua capacidade de comunicação com a audiência ao ganhar o Prémio do Público, tendo ainda vencido nas categorias de Melhor Ator (Filipe Duarte) e de Melhor Banda Sonora Original (Mário Laginha).

Foi selecionado ainda para integrar o Montreal World Film Festival (Canadá), a Mostra Internacional de Cinema de S. Paulo (Brasil) e o Montanha Pico Festival (Portugal).

“Cinzento e Negro” é uma co-produção entre a Luz Mágica Produções (Brasil) e a portuguesa Fado Filmes, de Luís Galvão Teles. A longa-metragem contou com o apoio da ANCINE, do Ibermedia, do ICA e do Governo Regional dos Açores, e ainda da Lisboa Film Commission/Câmara Municipal de Lisboa e da SATA.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.