Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

“Cinzento e Negro” concorre ao Festival da Figueira da Foz

Na próxima sexta-feira, dia 11 de setembro, pelas 16h00, “Cinzento e Negro” vai ser projetado no Grande Auditório do Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz, onde concorre, na categoria de longa-metragem, ao Festival Figueira Film Art – Festival de Cinema da Figueira da Foz. Um filme do realizador Luis Filipe Rocha que traz ao público uma história vulcânica. De traição, roubo e fuga, perseguição e vingança. De amor, solidão e morte (trailer em www.fadofilmes.pt/greyandblack). No elenco destacam-se Joana Bárcia, Filipe Duarte, Miguel Borges, Mónica Calle, Manuel De Blas e Camilla Amado. O Festival Internacional de Cinema da Figueira da Foz teve a sua primeira edição em 1972 e até 2002 foi o mais importante festival de cinema em Portugal. Em 2014 foi criado o Art Film Festival Figueira para dar continuidade ao trabalho desenvolvido na promoção de curtas e longas metragens com pouca divulgação nos circuitos comerciais nacionais. O realizador de “Cinzento e Negro” Luís Filipe Rocha e o produtor Luís Galvão Teles (Fado Filmes) foram ambos vencedores do Grande Prémio do Festival da Figueira da Foz com os filmes "Cerromaior" (1980) e “A Confederação” (1977), respetivamente. “Cinzento e Negro” já foi exibido a cinco e seis de setembro, no Festival dos Cinemas do Mundo de Montreal, no Canadá, tendo merecido sala cheia e sido muito bem acolhido pelos pares internacionais. Esta longa metragem é uma co-produção da Fado Filmes com a Luz Mágica Produções (Brasil) que contou com o apoio do ICA, do Governo Regional dos Açores, da ANCINE, da Ibermedia, e ainda da Lisboa Film Commission/Câmara Municipal de Lisboa, da Câmara Municipal da Horta e da SATA.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.