Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Colo, de Teresa Villaverde dia 15 de Março nos cinemas

 

4ca04233-395b-49f5-b7a5-1bf851d26f22.jpg

 

Colo, de Teresa Villaverde, estreia dia 15 de Março nas salas portuguesas, nomeadamente em Lisboa, Porto, Coimbra e outras cidades.

Com desempenhos de João Pedro Vaz, Beatriz Batarda, Alice Albergaria Borges, Clara Jost, Tomás Gomes, Rita Blanco e Simone de Oliveira, entre outros, Colo é, segundo a realizadora, “uma reflexão muito actual, e quase serena, sobre o nosso caminho comum como sociedades europeias de hoje, sobre o nosso isolamento, a nossa perplexidade perante as dificuldades que nos vão surgindo, sobre a nossa vida nas cidades e dentro das nossas famílias”.

Tendo estreado mundialmente em competição no último festival de Berlim, o filme foi sessão de abertura do IndieLisboa 2017 e tem sido exibido em diversos países, como Alemanha, Brasil, França, Austrália, Espanha, Índia, Áustria, Coreia do Sul, Turquia, entre outros, em festivais ou comercialmente.

Depois de Colo, Teresa Villaverde realizou O Termómetro de Galileu, que será exibido, em estreia mundial, no festival de Roterdão, na secção Signatures, dedicada a realizadores consagrados, nos dias 28, 29 e 30 de Janeiro, com a presença da realizadora.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.