Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Comédia encenada por José Carlos Garcia encerra ORIENTE-SE – Festival de Teatro Amador | 3 novembro

ORIENTE-SE – Festival de Teatro | 6 de Outubro a 3 de Novembro | Lisboa

 

Comédia encenada por José Carlos Garcia

encerra ORIENTE-SE – Festival de Teatro Amador

 

A segunda edição do ORIENTE-SE – Festival de Teatro Amador termina no dia 3 de novembro. O último grupo a pisar o palco deste Festival é a Ajidanha, com a peça “OPUS”, encenada por José Carlos Garcia, co-fundador e co-diretor artístico da Companhia do Chapitô.

As gargalhadas e os aplausos têm sido uma constante nas apresentações desta peça, centrada na figura de um Criador que, encontrando-se aborrecido num determinado momento da Sua eternidade, dá início à criação de todo o Universo. O espectáculo da Ajidanha, de Idanha-a-Nova, estará em cena no sábado, 3 de novembro, às 21h30, no Auditório Fernando Pessa, em Lisboa, sendo esta a apresentação que encerra a segunda edição do ORIENTE-SE.

O ORIENTE-SE prolonga-se até 3 de Novembro, acolhendo cinco grupos oriundos de várias zonas do País. O anfitrião deste Festival é o Teatro Contra-Senso, grupo de teatro amador, sediado em Marvila.

O actor Marcantonio del Carlo é o Padrinho da segunda edição do ORIENTE-SE.

OPUS

 

Aborrecido, num determinado momento da Minha eternidade, comecei a criação de todo o universo. A Minha obra era uma sublime representação do espaço, com o domínio marcado dos conceitos básicos da natureza. Com um traço delicado e inteligente, explora a efemeridade da vida. Mas, como em todas as obras, há sempre um elemento imperfeito. Tudo o que sucedeu foi por minha culpa ou por vossa néscia culpa? Esta peça fala Dele, das suas dúvidas e angústias, na companhia de quem fez Dele, quem Ele é. “OPUS” (em latim, “obra”) é um espectáculo caracterizado pelo humor que promete surpreender.

 

60 min. | M/12

 

Historial da Ajidanha – Associação de Juventude de Idanha-a-Nova

 

A Ajidanha - Associação de Juventude de Idanha-a-Nova, fundada em 1998, dinamiza diversas actividades culturais e workshops, no âmbito do teatro, da dança e  das artes plásticas. A associação possibilita a participação alargada da população nas manifestações culturais e promove uma abertura entre várias gerações, cujos benefícios são muitos, para os mais e menos jovens. A face da Ajidanha tem sido o grupo de teatro, com cerca de duas dezenas de produções realizadas e apresentadas em vários festivais em Portugal, Espanha e Brasil.

  

Ficha técnica e artística

Dramaturgia:  criação a dez mãos | Encenação:  José Carlos Garcia | Assistência de encenação:  Ana Peres, Ramón de los Santos | Interpretação: Bruno Esteves, Rui Pinheiro | Desenho de luz: colectivo | Cenografia: António Nunes, Maria Helena Batista, Rui Varão | Pirotecnia: Paulo Almeida | Costureira: Fátima Antunes | Calçado: foot zero | Design gráfico: Paula Varandas | Fotografia: Ramón de los Santos | Produção executiva: Rui Pinheiro

 

ORIENTE-SE – Festival de Teatro Amador

Sábados | 6 de Outubro a 3 de Novembro

Auditório Fernando Pessa

Rua Ferreira de Castro

1900-697 Lisboa

 

Metro: Bela Vista

Autocarros: 755, 794

Coordenadas GPS: N 38.7504466 W -9.1202096

 

Bilhetes: 3€ | Grátis até aos 3 anos

Não é permitida a entrada após o início do espectáculo.

 

Reservas

E-mail: reservas@contrasenso.com

SMS: 96 245 11 19 - 91 521 80 02

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.