Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Comemorações do 42º aniversário do 25 de Abril no concelho de Palmela

 

Comemorações sublinham os 40 anos

da Constituição da República

 

25%20de%20abril.jpg

 

O concelho de Palmela prepara-se para viver o 42º aniversário da Revolução de Abril, com as comemorações a cargo da Câmara, Juntas de Freguesia e movimento associativo local. Do vasto programa que assinala a data, em todas as freguesias, destacam-se a peça do Teatro Sem Dono “A última noite”, que passará por algumas coletividades e equipamentos municipais; as exposições “Tocadores e Cantautores de Abril”, de António Mapão e “Abril 40 anos” de Gamy Fernandes, no Auditório Municipal de Pinhal Novo e Cine-Teatro S. João, em Palmela e os espetáculos musicais “Virgem Suta”, nos Bombeiros Voluntários de Pinhal Novo, “Buganvília”, com João Afonso e Rogério Reis, na Sociedade de Instrução Musical, em Quinta do Anjo e “Canto a Canto” pela Orquestra Palmela Encore, no Cine-Teatro S. João, em Palmela.

Destaque, ainda, para a sessão solene da Assembleia Municipal, dia 25, às 11h00, na Biblioteca de Palmela e para a sessão comemorativa dos 40 anos da Constituição da República, dia 29, no Auditório Municipal de Pinhal Novo.

Programa completo em www.cm-palmela.pt.

 

 

Destaques:

 

15 de abril a 31 de maio | Foyer do Auditório Municipal de Pinhal Novo | Exposição  “Tocadores e Cantautores de Abril” de António Mapão

 

“O artista utiliza, nesta série, uma técnica baseada no realismo espontâneo, utilizando um retrato modelo e uma paleta de cores diversificada. A exposição tem como objetivo dar tributo aos tocadores e Cantautores que contribuíram para essa data histórica do 25 de Abril.”

 

15 de abril a 31de maio | Foyer do Cine-Teatro São João|  Exposição  “Abril 40 anos” de Gamy Fernandes

 

“Estes trabalhos fazem parte de uma série, denominada “Abril 40 anos” que pretende ser uma crítica, irónica e bem-humorada sobre a nossa atualidade social e política, 40 anos passados sobre a Revolução de Abril, tentando ilustrar as emoções que este dia me desperta atualmente, em comparação com a intensidade vivida no 25 de Abril de 1974”.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.