Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Concerto de Ano Novo pela Jovem Orquestra Portuguesa | 5 Janeiro | 19h00 | Auditório do Museu do Oriente

JOP-min.jpg

 

Cumprindo a tradição, o Museu do Oriente apresenta o Concerto de Ano Novo, desta vez pela Jovem Orquestra Portuguesa (JOP), no sábado, 5 de Janeiro, às 19h00, com um programa inspirado nas diferenças culturais entre Ocidente e Oriente.

 

Meditation. To the victims of the tsunami, é a homenagem do compositor japonês Toshio Hosokawa às vítimas da catástrofe natural que, a 11 de Março de 2011, atingiu Sendai (Japão). Profundamente influenciada pelo Budismo Zen, a obra pede uma reflexão, em forma de narrativa sonora com várias secções contínuas, sobre a força da natureza, a humildade e o respeito.

 

Revisitando o romantismo do século XIX, a JOP interpreta também a primeira sinfonia do compositor alemão Johannes Brahms (1833-1897). Fruto de um trabalho árduo de duas décadas, a Sinfonia N. 1 apresenta uma escrita arrebatadora, numa viagem das trevas para o triunfo.

 

A Jovem Orquestra Portuguesa é uma iniciativa da Orquestra de Câmara Portuguesa, lançada em 2010 pelo seu director artístico, o maestro e solista Pedro Carneiro, em conjunto com a equipa da OCP e a Linklaters. É dedicada aos jovens músicos de todo o país, entre os 14 e os 24 anos, selecionados pela sua excelência, talento e potencial e é a orquestra que representa Portugal na EFNYO - European Federation of National Youth Orchestras.

 

Concerto de Ano Novo pela Jovem Orquestra Portuguesa

5 de Janeiro

19h00

Auditório do Museu do Oriente

Preço: 10 €

Duração: 60’ sem intervalo

 

Programa

Toshio Hosokawa, Meditation. to the victims of the Tsumani (3.11)

Johannes Brahms, Sinfonia No. 1 em Dó menor, op. 68

 

Direcção: Maestro Pedro Carneiro

Direcção Executiva: Alexandre Dias

Direcção de Projectos e Inovação: Teresa Simas

Produção: Madalena Branco