Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Concerto Marta Menezes

Sábado, 22 de junho // 19 horas // Estúdio da Orquestra Jazz de Matosinhos

 

Marta Menezes.jpg

 

Uma sonata de Ludwig van Beethoven, quatro mazurcas de Chopin, duas peças de Vianna da Motta e as “Harmonies du soir”, do húngaro Franz Liszt, compõem o programa do penúltimo recital do ciclo de piano de Matosinhos, oficiado por Marta Menezes. O concerto tem início marcado para as 19 horas de sábado, 22 de junho, no Estúdio da Orquestra Jazz de Matosinhos (Avenida Menéres, 456), sendo, como é habitual, de entrada gratuita.

 

Marta Menezes interpretará obras de alguns dos compositores mais notáveis do reportório para piano, iniciando o recital com a “Sonata nº 7 em Ré Maior, op. 10 nº 3”, de Ludwig van Beethoven, peça marcada pelo humor, pela paixão e pelo dramatismo, mas também pela gravidade e pela controvérsia.

 

Nas quatro mazurcas (op. 17, 24, 68 e 59) que Marta Menezes interpretará, compostas entre 1831 e 1849, fica evidente o génio de Frédéric Chopin, transformando a dança popular polaca num conjunto de sofisticadas peças de salão, cromáticas e compostas para serem ouvidas e não para serem dançadas.

 

Seguir-se-ão “Balada op. 16” e “Meditação”, de José Vianna da Motta, composições marcadas ora pelo pendor nacionalista, ora pela complexidade harmónica e melódica. O recital encerrará com as “Harmonies du soir”, um dos estudos mais deslumbrantes do reportório para piano solo de Franz Liszt. Com óbvios propósitos simbolistas, a obra cruza a eloquência da poesia da imagem com o virtuosismo técnico e musical.

 

Vencedora de vários prémios nacionais e internacionais, Marta Menezes estudou na Escola Superior de Música de Lisboa, no Royal College of Music, em Londres, e na Universidade de Indiana (EUA), tendo sido distinguida, em 2014, com a "Medalha de Prata de Valor e Distinção", atribuída pelo Instituto Politécnico de Lisboa, pelo seu percurso enquanto pianista. Como solista, colaborou com a Orquestra Metropolitana de Lisboa, a Orchestre Régional de Cannes, a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras e a Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa, entre outras.

 

O ciclo de piano do programa Música em Matosinhos vai, recorde-se, decorrer até 29 de junho, reunindo nomes como os de Mário Laginha, Pedro Burmester, Fausto Neves, Luís Pipa ou Vasco Dantas. A Música em Matosinhos, programa de música erudita da CMM, acontece há mais de uma década e inclui este ano, entre outros, um conjunto de recitais também gratuitos do Quarteto de Cordas de Matosinhos nas igrejas do concelho, com o objetivo de descentralizar e democratizar o acesso e a fruição da música clássica.

 

 

Matosinhos, paços do concelho, 19 de junho de 2019  

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.