Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Concurso Jovens Realizadores vai levar jovens a filmar a sua própria curta-metragem com um realizador europeu de renome

A Comissão Europeia acaba de lançar um concurso destinado a todos os jovens que tenham entre 18 e 35 anos, com ou sem experiência em cinema, para se habilitarem a ganhar 7.500€ e realizarem a sua própria curta-metragem com o apoio de um realizador europeu de renome.

Este concurso, que decorre até ao dia 31 de outubro de 2018, integra-se na iniciativa #EUandME, que tem como objetivo partilhar com os jovens como a União Europeia apoia as suas paixões diariamente. Desde viajar livremente além-fronteiras, a ter acesso à internet e livre roaming, a apoios para abrir uma Start Up, a proteger os nossos direitos enquanto seres humanos ou a contribuir para a sustentabilidade do ambiente nos nossos mares e florestas.

CE_Concurso Jovens Realizadores(1).png

 

Para esta iniciativa, a #EUandME contou com a participação especial de cinco realizadores europeus de renome – da Croácia, da Polónia, da Alemanha, da Grécia e da Finlândia –, que criaram cinco curtas-metragens para ilustrar diversos temas:

  • Debut, realizado por Dalibor Matanić (Croácia)
    Um jovem agricultor sonha em tornar-se uma estrela do futebol. Mas antes de perseguir a sua ambição em campo, deve encarar a verdade sobre quem ele realmente é.
     
  • O Solitário, realizado por Tomasz Konecki (Polónia)
    Um amante da vida selvagem, Jan vive sozinho nas montanhas. Mas quando o destino bate à sua porta, tem de conceber um plano para seguir o seu coração.
     
  • O Hostel Com Vida, realizado por Matthias Hoene (Alemanha)
    Uma senhora de idade sonha em viajar pela Europa. Os seus netos começam a angariar dinheiro para a sua aventura, mas o plano deles terá resultados inesperados.
     
  • Party Animal, realizado por Yorgos Zois (Grécia)
    Alex fará tudo o que for preciso para continuar a dançar. Preso num emprego cheio de restrições, é subitamente atingido por um rasgo de inspiração.
     
  • Oona, realizado por Zaida Bergroth (Finlândia)
    Depois de ficar perdida numa densa floresta, uma jovem rapariga tem de confiar na ajuda de um amigo improvável para encontrar o caminho de casa.

Para este concurso, todos os participantes terão de escolher um dos cinco temas (Mobilidade, Sustentabilidade, Direitos, Digital e Competências & Negócio) e através deles, contar a sua ideia de uma história #EUandME através de um vídeo de 60 segundos, filmado com o próprio smartphone e acompanhado de uma sinopse com, no máximo, 500 palavras.

Os resultados sobre os vencedores finais – cinco no total, a nível europeu, representando um vencedor por tema – serão comunicados no início do ano de 2019. As candidaturas podem ser submetidas através do link: https://europa.eu/euandme/pt/yfc/.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.