Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Conímbriga: Apresentação de Estudo de Públicos e da revista National Gepographic, dia 8, às 15:00

Apresentação da edição de julho da revista National Geographic, que inclui grande reportagem sobre Conímbriga, seguida da divulgação do Estudo de Públicos do MNC-MN.

 

Na próxima segunda-feira, 8 de julho, às 15.00, realiza-se no Auditório do Museu Monográfico de Conímbriga-Museu Nacional (MNC-MN) a apresentação da edição de julho da revista National Geographic Portugal, que inclui uma extensa reportagem sobre Conímbriga, intitulada “As sete vidas de Conímbriga”. Posteriormente, às 16:00, decorre no mesmo local a sessão de divulgação dos Resultados do Estudo de Públicos de Museus Nacionais relativos ao MNC-MN.

 

A reportagem da National Geographic aborda aspetos relacionados com a história daquela que é considerada a cidade romana melhor conhecida e preservada do território português. Um dos tópicos é o arranque da investigação arqueológica em torno de Conímbriga ainda no último quartel do século XIX e o seu percurso até à atualidade, passando pela criação do Museu, levada a cabo com a intenção de expor os objetos descobertos nas escavações. A atividade de conservação e restauro atualmente desenvolvida pela instituição é também realçada.

 

Todavia, o grande destaque do artigo vai para a evolução do sítio arqueológico entre a Pré-história recente e os finais da Alta Idade Média, particularmente para o relevante legado do período romano, que corresponde ao apogeu do antigo núcleo urbano. As ocupações posteriores (suévica, visigótica e islâmica) são igualmente abordadas.

 

Na sessão participam a Diretora-Geral do Património Cultural (DGPC), Paula Araújo da Silva, o Diretor do Museu Monográfico de Conimbriga, José Ruivo, e o Diretor da National Geographic Portugal, Gonçalo Pereira.

 

 

 

 

 

Num segundo momento, às 16:00, o Auditório acolhe a sessão de apresentação dos Resultados do Estudo de Públicos de Museus Nacionais relativos ao MNC-MN.

 

O Estudo de Públicos de Museus Nacionais é uma iniciativa da DGPC e do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL) do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), com o apoio mecenático da Fundação Millennium BCP e da ONI.

Os resultados agora apresentados respondem de forma detalhada à caraterização dos públicos do MNC-MC: quem visita o museu? Qual a relação com o museu? Com quem visita? Qual a duração e as motivações da visita? Como se informaram? Que avaliações fazem do museu e da exposição? Quais as motivações, práticas culturais e frequência de visita? Aos dados quantitativos acrescem as opiniões e sugestões que os visitantes deixaram no final da visita, numa abordagem qualitativa que constitui um dos contributos mais inovadores deste estudo.

Projeto estruturante e inovador na área dos estudos de públicos de museus em Portugal, o Estudo de Públicos de Museus Nacionais é o primeiro realizado no país que compreende uma amostra representativa (mais de 13.000 questionários validados), alargado no tempo (12 meses de recolha de informação) e com diversos museus abrangidos (14 museus nacionais).

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.