Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

CONSTELAÇÕES | Regresso à Sala Vermelha a 9 de Setembro @ Teatro Aberto

Contelações_foto4.jpg

 

No dia 9 de Setembro voltamos a estrear a peça Constelações, de Nick Payne, com encenação de João Lourenço e dramaturgia de Vera San Payo de Lemos. O êxito deste espectáculo que põe em cena algumas das mais controversas teorias da física moderna, levou a companhia do Teatro Aberto a regressar em Setembro com esta peça.

 

Um dos pontos de partida para a escrita deste texto foi a descoberta ocasional, por parte do autor Nick Payne, de um documentário sobre o universo, em que eram expostas teorias da Física moderna, como a relatividade geral, a mecânica quântica, a teoria das cordas e a teoria dos multiversos. Este documentário abriu-lhe novas perspectivas de reflexão sobre a situação do ser humano no mundo que o ajudaram a fazer o luto (depois da morte do pai) e inspiraram a escrita desta sua peça. Nesta peça invulgar, as personagens são apresentadas na perspectiva da teoria do multiverso quântico e agem ou reagem de modos ora muito diferentes ora um pouco semelhantes nas diversas situações ou constelações em que o autor as coloca.

 

SINOPSE

Um homem e uma mulher conhecem-se, apaixonam-se, vivem juntos, separam-se, reencontram-se, reconciliam-se, ou talvez não. Talvez tudo seja, possa ter sido ou venha a ser diferente, conforme as circunstâncias com que se deparam e as escolhas que fazem ou deixam de fazer. Nos múltiplos universos paralelos em que estão, há múltiplas variantes da sua história de amor: talvez nunca mais se voltem a ver ou talvez fiquem juntos até que a morte os separe.

Seguindo uma tese da física teórica, segundo a qual há mais do que três dimensões do espaço e uma dimensão do tempo, Constelações mostra-nos um multiverso onde a vida assume uma miríade de formas em simultâneo e todos os futuros são possíveis. Mas será que aquilo que acontece depende das nossas decisões? Será que depende do acaso? Ou de algo mais que não se vê e não se conhece?

 

FICHA ARTÍSTICA

Versão João Lourenço | Vera San Payo de Lemos

Dramaturgia Vera San Payo de Lemos

Encenação João Lourenço

Cenário António Casimiro | João Lourenço

Figurinos Dino Alves

Luz Alberto Carvalho | João Lourenço | Marcos Verdades

Vídeo Luís Soares

Dança a Par João Fanha | Raquel Santos  

COM Joana Brandão | Pedro Laginha  

 

ESPECTÁCULOS  4ª a Sábado às 21h30  Domingo às 16h 

 

M/12

  BILHETEIRA 4ª a Sábado das 14h às 22h00; Domingo das 14h às 19h  Reservas 213 880 089 ou bilheteira@teatroaberto.com   www.bol.pt | FNAC | ABEP | CTT | El Corte Inglés (Lisboa e Gaia)

  

PREÇOS

Inteiro - 15   €

Jovem (até 25 anos) – 7,5€

Sénior (mais de 65 anos) – 12 €

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.