Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Conversas: melhoramento cognitivo

Conversas_Etica_Ciencias_Vida-Fevereiro-convite(8)

 

É já na próxima quinta-feira, dia 25 de Fevereiro, às 19.30, que o tema do Melhoramento Cognitivo estará em discussão no Pavilhão do Conhecimento. São oradores convidados Albino Jorge Oliveira-Maia (Fundação Champalimaud), Alexander Gerner (Universidade de Lisboa) e Teresa Summavielle (i3S-IBMC e projecto NERRI). O debate será moderado pelo jornalista Vasco Trigo.

Psicofármacos, implantes neuronais e interfaces cérebro-máquina apresentam-se como formas de melhoramento cognitivo e prometem desenvolver a memória, a atenção, a resistência ou competências sociais. Mas será este melhoramento real e duradouro? A quem se pode aplicar e quem poderá decidir sobre a sua aplicação? Que riscos físicos e psicológicos envolve e que implicações sociais terá?

Estes temas têm sido debatidos em 11 países europeus no projecto NERRI, coordenado pela Ciência Viva em colaboração com o i3S-IBMC. As expectativas e avaliações de risco sobre o uso destas tecnologias variam muito de país para país e de geração para geração. A partir das 15.00, um grupo de jovens da Escola Secundária da Cidadela, em Cascais, vai poder comparar as suas ideias com as jovens dinamarqueses, representados por uma equipa do Experimentarium de Copenhaga e deixar perguntas para o painel da noite.

Antes do debate, o público poderá assistir à performance #EnhancingTheMindsI, de Maria Manuela Lopes, artista residente no i3S-IBMC, que irá escrever e desenhar enquanto usa um dispositivo de neurofeedback numa reflexão sobre criatividade e automatismo, arte e ciência, humanos e máquinas.

Esta iniciativa integra as Conversas Ciência Conhecimento (Dia C) organizadas em parceria com o Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida, que decorre até Novembro na última quinta-feira do mês.

A entrada é gratuita mediante inscrição prévia em www.cienciaviva.pt

O Dia C tem como media partner o jornal Público.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.