Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Crime + Investigation™ estreia em exclusivo A CIÊNCIA DE RESOLVER UM CRIME

4 de fevereiro, pelas 23h

 

image001.jpg

 

  • “A Ciência de Resolver um Crime” é a nova série do canal Crime + Investigation™ que transporta os telespectadores ao mundo da investigação forense, apresentando crimes resolvidos, graças aos avanços e descobertas da ciência forense. 

“A Ciência de Resolver um Crime” é uma nova produção do canal Crime + Investigation™, que leva o telespectador ao mundo da investigação forense, como nunca se fez antes. Com estreia marcada para dia 4 de fevereiro, pelas 23h, esta série apresenta emocionantes casos reais que acabam por ser resolvidos graças ao avanço da ciência e da tecnologia forense.

 

Com uma poderosa narrativa na primeira pessoa, os detetives principais de cada caso ilustram as investigações mais difíceis da sua carreira, transformando os telespectadores em especialistas forenses. São homens e mulheres que vão além do cumprimento do dever, sacrificando inúmeras vezes as próprias vidas pela busca da justiça.

 

É em seis episódios que os cientistas contextualizam a incrível história de cada avanço forense e ajudam a entender os factos chave de cada prova. Uma série concebida para cativar a audiência, através da combinação de empolgantes histórias policiais com a complexidade das novas tecnologias, que estão a revolucionar a luta contra o crime.

 

Em fevereiro…

A Noiva

Domingo, 4 de fevereiro, 23h

Em 1986, a Polícia de Los Angeles chega à cena de um assassinato. Os agentes estão certos de que é um caso de fácil resolução, mas o caso é rapidamente arquivado. São precisos vinte anos, e o aparecimento dos testes de ADN, para fornecer uma surpreendente pista nova: a primeira investigação procurava um assassino masculino... mas o ADN revela que não era um homem, mas uma mulher.

 

ADN Combinado

Domingo, 11 de fevereiro, 23h

Em 2002, munido de ADN e de uma matrícula de um caso particularmente violento ocorrido na Califórnia, um detetive crê ter um caso fácil de desvendar. No entanto, não encontra nenhuma correspondência. O caso é arquivado até o revolucionário "Sistema Combinado de Índices de ADN" encontrar uma correspondência cinco anos depois.

 

O Assassino de Green River

Domingo, 18 de fevereiro, 23h

Em 1982, foram encontradas as primeiras vítimas do assassino em série mais prolífico da América. O assassino andou a monte durante vinte anos, acumulando um número de vítimas de mais de 50 mulheres. Para o apanhar, foi necessário um avanço na "microscopia forense" para poder associar incontestavelmente o assassino a pequenas partículas de tinta encontradas nas roupas das vítimas.

 

Em Las Vegas

Domingo, 25 de fevereiro, 23h

Em 1995, foram encontrados ossos carbonizados e um crânio com cinco buracos de bala dentro de um velho baú queimado, no deserto do Nevada. Apesar de os investigadores disporem de um arsenal completo de ferramentas forenses de última geração, foi um método desenvolvido pela primeira vez na era de Sherlock Holmes que ajudou a condenar o assassino.

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.