Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Crime + Investigation™ estreia nova temporada de Tudo à Descarada

Tudo à Descarada.jpg

 

 

De segunda a sexta-feira, no mês de dezembro, pelas 20h25

 

 

Crime + Investigation™ estreia nova temporada de Tudo à Descarada

 

 

  • Incríveis mentiras, articuladas por pessoas peritas em burlar as seguradoras. Acompanhe novos casos escandalosos que vão estar nas mãos da equipa de investigadores.

 

 

 

A série, que promete pôr “Tudo à Descarada”, regressa aos ecrãs no canal Crime + Investigation™, de segunda a sexta-feira, a partir de 5 de dezembro, pelas 20h25, com duas novas temporadas (3 e 4).

Tudo à Descarada retrata casos de pessoas que inventam e simulam as mais diversas mentiras e acidentes, numa tentativa de lucrar milhares com as seguradoras, após terem feito a reclamação. Mas muitos são apanhados pelas equipas de investigadores das seguradoras, através das camaras de vigilância.

Nestes novos episódios, vai perceber que a máxima destes suspeitos em burlas é o “vale tudo”. Assistimos, por exemplo, à história de um aparente doente de cancro que reclama os seus direitos à seguradora, mas que o seu objetivo é o de burlar. Uma mulher que finge ter-se aleijado acidentalmente numa pedra partida de um pavimento e que exige que a autarquia lhe dê uma indemnização. O problema foi que as filmagens das câmaras provaram o contrário.

 

Siga em “Tudo à Descarada”… a equipa de investigadores de seguros nas suas perseguições aos suspeitos de burlas.

 

 

Os episódios em dezembro…

 

TEMPORADA 3

Episódio 1

Um defraudador reclama a sua apólice de desemprego enquanto ainda está a trabalhar e as filmagens ocultas apanham-no em flagrante. Uma rusga a um grupo de suspeitos de burla envolvendo seguros de saúde resulta na maior apreensão de joias pelo departamento de fraude. Um veterinário faz milhares de libras com reclamações fraudulentas de seguros de animais de estimação, mas acaba em maus lençóis. E uma companhia de seguros estreita o cerco sobre uma empresa de gestão de sinistros que está envolvida num esquema de burla de 2 milhões de libras.

Segunda-feira, 5 de dezembro

 

Episódio 2

Um ciclista fraudulento inflaciona a sua reclamação para uns espantosos 3 milhões de libras que lhe valerão nove meses atrás das grades. Uma mulher aparenta ser vítima de uma série de assaltos, mas surgem suspeitas e a polícia investiga. Depois de meses de investigação a um gangue suspeito de simular acidentes de viação, a equipa do departamento de fraude conduz uma dupla ofensiva de madrugada. E uma mulher reclama ter sido atropelada por um autocarro, mas as gravações CCTV contam uma história diferente.

Terça-feira, 6 de dezembro

 

Episódio 3

Um defraudador em série e sem escrúpulos reclama ter cancro e ser vítima de violência doméstica numa tentativa de lucrar milhares com as seguradoras. Os investigadores enfrentam um bloqueio de estrada com cães farejadores durante uma missão de 'resgate' para reclamar um carro de luxo alugado e um peão que é atingido por um autocarro urbano tem de 'parar, olhar e escutar' antes de apresentar a sua reclamação.

Quarta-feira, 7 de dezembro

 

Episódio 4

Um condutor de autocarro vai parar à prisão quando recebe 500 libras por fazer parte de um dos maiores grupos do país dedicado a simular acidentes de viação. Uma rusga de madrugada acaba em impasse. Caça a um suspeito de fraude obriga a um desvio durante perseguição e um presumível burlão introduz uma série de apólices de seguro falsas para um smartphone que não existe.

Quinta-feira, 8 de dezembro

 

 

Episódio 5

Quando uma mulher fere o joelho numa pedra partida do pavimento, espera que a autarquia lhe pague 750 mil libras, mas as câmaras de vigilância provam as suas mentiras e a mulher acaba por ser presa. De pugs a poodles e de bulldogs a São Bernardos, um segurado sem escrúpulos perde os seus caros cachorros com pedigree com uma regularidade surpreendente e uma ofensiva de madrugada do departamento de fraude desvenda uma grande operação de cannabis.

Sexta-feira, 9 de dezembro

 

 

Episódio 6

Gravações de vídeo condenatórias provam que condutor de camião exagerou grosseiramente numa reclamação por danos pessoais, totalizando quase 500 mil libras. Homem fere-se seriamente quando cai de um lance de escadas numa estação de comboio e quer o pagamento de indeminização. Numa dupla ofensiva de madrugada, duas equipas do departamento de fraude avançam sobre dois suspeitos de golpe contra seguros de automóvel.

Segunda-feira, 12 de dezembro

 

Episódio 7

Uma falsa companhia de seguros lucra quase £500.000 por burlar idosos mas depois de duas grandes operações policiais, 14 pessoas acabam atrás das grades. Uma reclamação fraudulenta por danos pessoais, que ascende a quase 1 milhão de libras, é descoberta quando os vídeos de vigilância revelam a chocante verdade, e a rude reclamação de um condutor é desmascarada graças às provas CCTV obtidas a partir de um autocarro urbano.

Terça-feira, 13 de dezembro

 

Episódio 8

Uma mulher que finge a própria morte para obter uma indemnização de 1 milhão de libras é rapidamente descoberta viva e de boa saúde, mas acha que se mudar o seu nome conseguirá enganar a seguradora e a polícia. Um corretor fantasma que burla condutores adolescentes é finalmente apanhado depois de meses de investigação, e uma rusga do departamento de fraude a um suspeito de simular acidentes de viação revela que ele também tem jeito com plantas.

Quarta-feira, 14 de dezembro

 

Episódio 9

Um caso assombroso mostra como um homem alterou a sua identidade e depois assassinou um amigo de longa data apenas para receber o pagamento da indemnização do seguro. Uma advogada é pouco cuidadosa quando usa a mesma testemunha especialista em dois casos diferentes e na sua primeira grande investigação do ano, os investigadores do departamento de fraude levam a cabo 20 mandatos de busca em simultâneo por todo o Reino Unido numa tentativa de derrubar um suspeito de burla envolvendo seguros de contratação de créditos.

Quinta-feira, 15 de dezembro

 

 

TEMPORADA 4

 

Episódio 1

A simulação de acidentes de viação é a principal fraude cometida no Reino Unido. A sua forma mais simples consiste em ter um condutor de um carro, que é parte de um gangue, determinado a simular um acidente, fazendo com que alguém lhe bata por trás, já que, se alguém bate por trás, ele é o culpado. O Inspetor James Upton era o líder de uma investigação a um crime horrendo envolvendo automóveis: o primeiro acidente falso que teve consequências fatais. Em Junho de 2011, Baljinder Kaur Gill, 34 anos, estava a caminho de casa por volta das 20:30 quando se viu envolvida num acidente simulado. Um carro travou à frente do outro, na expectativa de que uma carrinha colidisse por trás com um dos seus veículos. Baljinder seguia atrás dessa carrinha e foi apanhada no plano dos vigaristas.

Sexta-feira, 16 de dezembro

 

Episódio 2

Os bombeiros arriscam a vida diariamente para nos proteger. Um desses heróis, Anthony Murray que trabalhava para os Bombeiros de Lancashire, foi condecorado ao mais alto nível. Murray foi vítima da mais cruel ironia quando o seu carro se incendiou, durante uma saída para responder a uma emergência. A polícia de investigação rapidamente revelou que a falsa chamada tinha sido feita por um homem que estava relacionado com Murray e fez uma descoberta surpreendente. Murray adquiriu o veículo em Junho de 2011 por £47,400. Tinha feito um seguro normal e outro seguro que cobria a diferença entre o valor de mercado do carro no momento da compra e o preço original do veículo. Imediatamente a seguir ao incidente que resultou no carro incendiado, ele acionou as duas apólices de seguro.

Segunda-feira, 19 de dezembro

 

Episódio 3

Um defraudador oportunista olhou para os motins de Londres como uma boa oportunidade de lucro. No verão de 2011, o Reino Unido foi atingido por algumas das piores rebeliões de uma geração. Mais de cinco mil crimes foram cometidos e a indústria seguradora recebeu milhares de reclamações, com um custo de aproximadamente 200 milhões de libras. Um empresário local, Abid Patel, contactou a Allianza depois de o seu estabelecimento ter sido alvo dos desordeiros. Patel testemunhou em primeira mão a destruição causada. Apesar do enorme volume de reclamações, cada uma delas foi investigada e os seguradores conseguiram encontrar algumas situações fraudulentas. Para além de aspetos incomuns na reclamação feita, os documentos enviados por Patel não batiam certo.

Terça-feira, 20 de dezembro

 

Episódio 4

A Grã-Bretanha foi descrita como sendo a 'capital europeia da lesão no pescoço' e os burlões vêem esta oportunidade com uma mina de ouro. O problema com a contusão que decorre deste golpe causado pelo movimento de chicote do pescoço, é que os raios-X não mostram os danos nesta região do corpo. Quem faz as reclamações sabe desta lacuna e não é muito surpreendente que, para as empresas de transportes públicos, as falsas reclamações por este tipo de golpe possam ser uma verdadeira dor de cabeça. Em outro caso vemos que as férias são um período para relaxar, mas para uns poucos, estes sonhos podem transformar-se num pesadelo.

Quarta-feira, 21 de dezembro

 

Episódio 5

Por paz de espírito, muitos têm seguros de vida para ajudar as famílias e os mais chegados quando partem. No entanto, alguns defraudadores mais astutos gostam de tentar lucrar com isso de antemão. Um burlão em particular estava numa suposta viagem de negócios, na agitada Deli, quando contraiu uma febre fatal. Kumar tinha uma apólice de seguro de vida no valor de 1.1 milhões de libras e a sua esposa informou a companhia de seguros que o marido tinha morrido durante uma visita à Índia em Novembro de 2011. Ela afirmou que o seu marido a tinha contactado no dia 19 de Novembro, dizendo que não se estava a sentir bem e que ia a um hospital para ser observado. Essa foi a última vez que a Sra. Kumar soube do marido. Quando as seguradoras são informadas da sua morte, e devido aos elevados montantes.

Quinta-feira, 22 de dezembro

 

Episódio 6

Por um pouco de sol, mar e romance nada bate uma escapadinha para um local exótico. Mas ser roubado durante as férias estraga mesmo o clima de viagem. Neste caso particular, um casal de recém-noivos: David Hammond e a sua noiva rumaram à luminosa cidade do Rio de Janeiro e, obviamente, levaram o brilhante anel de diamante com eles. Hammond alegou que no último dia de férias se aperceberam que o anel de noivado tinha sido roubado, juntamente com uma pulseira de ouro. Devido ao valor da reclamação, o anel de diamante valia cerca de £18,000 e a pulseira valia £3,000, o caso foi cuidadosamente investigado e bastante atenção foi dada aos detalhes que foram dados em torno das circunstâncias do roubo. Os diamantes são os melhores amigos das mulheres... mas a seguradora tem muitos truques na manga.

Sexta-feira, 23 de dezembro

 

Episódio 7

Os emblemáticos autocarros vermelhos de Londres mudaram bastante. Agora são rápidos e de alta tecnologia. Abellio opera 600 destes autocarros e milhares de viagens de passageiros, decorrendo a maioria com tranquilidade. Nas ocasiões em que há um acidente, Abellio investiga as reclamações de seguros, tal como a que foi recebida em Julho de 2009. Essa reclamação vinha do serviço que vai de Hayes até Heathrow. O autocarro estava a tentar estacionar na paragem e acabou por chocar contra um táxi que estava em frente à paragem. Apesar de lhe ter apenas tocado, não tardou muito até Abellio ser contactado pelos seus ocupantes e ter recebido reclamações de cinco indivíduos.

Segunda-feira, 24  de dezembro

 

Episódio 8

Um traficante de droga já condenado acha que um galo na cabeça lhe vai valer uma avultada indemnização. Para alguns, o tempo atrás das grades parece uma desculpa para roubarem os contribuintes. Vários prisioneiros veem falsas reclamações por danos pessoais como um pequeno ganho. Contudo, as pessoas que fazem falsas reclamações enquanto estão na prisão, não se apercebem das reais implicações, não apenas pelo custo em si mas também à sua própria liberdade. Na prisão de Manchester, a equipa de litígio pode estar a processar 120 reclamações de uma só vez.

Terça-feira, 25 de dezembro

 

Episódio 9

Ser motorista de autocarro pode ser um negócio complicado, mas consiste num serviço importante e, por isso, são altamente treinados para serem os mais seguros do mundo. No entanto, quando os acidentes acontecem, nem sempre a culpa é do autocarro e, felizmente, cada veículo está equipado com tecnologia de ponta. Em média, cada autocarro da frota da Abellio tem cerca de 12 câmaras, podendo ser até 15 em alguns dos autocarros de dois andares. Elas cobrem todos os ângulos, no interior e exterior, não havendo nada que não possa ser visto quando há um incidente. Por isso, quando a empresa de autocarros recebe uma reclamação de um condutor de um Nissan que ascende a £3,500, Abellio não hesita em iniciar uma investigação e as filmagens CCTV fazem disparar os alarmes.

Quarta-feira, 26  de dezembro

 

Episódio 10

Um vigarista sem vergonha tenta enganar a autarquia. As escorregadelas, os tropeções e as quedas contabilizam cerca de 50% de todos os acidentes no Reino Unido e custam ao Serviço Nacional de Saúde (NHS) umas assombrosas £133,000,000 por ano. E é precisamente este o infeliz acidente que sofreu Marc Boyer, de 27 anos, que alegou ter caído num buraco quando regressava a casa depois de uma festa, tendo sofrido uma grave fratura no tornozelo. Apoiado pelo pai Richard e o amigo James Jones, Bowyer não perdeu tempo em apresentar uma reclamação contra o bairro londrino de Havering por danos pessoais e perda de rendimentos, totalizando cerca de £100,000. Infelizmente para Bowyer, tornou-se rapidamente claro que a sua história era tão verdadeira como a do Pinóquio.

Quinta-feira, 27 de dezembro

 

 

CRIME + INVESTIGATION™

Crime + Investigation é o único canal de televisão dedicado a crimes reais.

Produzido por The History Channel Iberia, uma joint-venture entre a AMC Networks International-Iberia e a A+E Networks. Com o Crime + Investigation, os telespectadores mergulham no mundo fascinante e complexo do crime e da investigação criminal. Através de uma ampla e variada programação fazemos uma viagem intensa até ao coração  da mente criminosa. Crimes reais. Pessoas reais. Dramas Reais.

Mais de 1.500 horas de casos reais compõem o catálogo mais completo e mais valioso do mundo. CI está presente em mais de 85 países e em Portugal é distribuído na NOS.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.