Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Crime + Investigation™ junta-se à APAV para assinalar o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres

“Reage! E muda o fim da tua história”

Crime + Investigation™ junta-se à APAV para assinalar o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres

 

  • No dia 25 de novembro, o canal dá continuidade à campanha “Stop à Violência Contra Mulheres”, em parceria com a APAV, com o testemunho de uma sobrevivente portuguesa e a colaboração de figuras públicas, de forma a incentivar todas as vítimas a mudarem o fim das suas histórias.

image006.jpg

 

Todos os anos, a 25 de novembro, assinala-se o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra Mulheres. Este ano, a comemoração da data é ainda mais relevante, tendo em conta que o confinamento levou a que muitas mulheres tivessem medo de fazer queixa, levando o número de denúncias para mínimos históricos. Consciente deste problema que assombra a sociedade, o Crime+Investigation™ junta-se pelo segundo ano consecutivo à APAV (Associação de Apoio à Vítima) na campanha “Stop à Violência contra as Mulheres”, cujo claim deste ano é “Reage! E muda o fim da tua história”, pretendendo dar voz às vítimas de violência e sensibilizar para a importância da denúncia como forma de libertação.

A protagonista da campanha é Ângela, uma sobrevivente de violência doméstica que oferece o seu forte testemunho de anos de abusos, que culminaram numa denúncia e a libertaram para sempre. Ângela faz da sua história de superação uma causa e pretende levar mais informação às vítimas acerca dos vários contornos que a violência doméstica pode tomar. Além disso, a campanha conta com a participação de figuras públicas de várias gerações - Bibá Pita, Daniela MelchiorLeonor Poeiras e Silvia Rizzo - que apoiam a causa e gritam “Reage, antes que ele o faça”. Através de spots de sensibilização - atualmente a ser emitidos no canal – e abordando o tema nas suas redes sociais, incentivam todas as mulheres a denunciarem a violência em qualquer circunstância, seja ela física, psicológica ou sexual, antes que seja tarde demais.

Carolina Godayol, comenta “Quisemos dar protagonismo às mulheres que sobreviveram a situações de violência e se conseguiram libertar. Optámos por uma campanha de consciencialização com uma abordagem mais positiva, contando uma história de Violência de Género que não teve um final trágico como estamos habituados a ouvir, mas sim de superação. É um final que dá esperança e inspira a salvação a todas as vítimas de violência”, explica a Diretora Geral do The History Channel Ibéria“Sentimos o peso da responsabilidade de sensibilizar a população para a força da denúncia da violência e para que, de uma forma ou de outra, possamos contribuir para mudar o final da história das mulheres que vivem em situações críticas de violência e abusos permanentes”, acrescenta.

A campanha faz parte de uma iniciativa europeia do canal que se tem vindo a desenrolar durante o ano 2020 com conteúdos produzidos através de ativações lineares, VOD, digitais e de captação de recursos, on e off air. As programações especiais durante todo o ano vão continuar a evidenciar e a apoiar a mensagem subjacente na campanha, “juntos podemos ajudar a mudar vidas e mostrar às mulheres em todo o mundo que não estão sozinhas”.

Neste Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra Mulheres, o Crime + Investigation™ volta ainda a emitir O Escândalo de Ginástica nos EUA”, às 22h30 e “Gretchen Carlson: Depois do Escândalo” às 23h10.

De recordar que em 2019, a APAV contabilizou 9.397 mulheres vítimas de violência, o que equivale a cerca de 80% das vítimas de todos os crimes. Além disso, 79% dos crimes assinalados pela APAV durante todo o ano disseram respeito a crimes de violência doméstica.

Se é vítima de violência, contacte a Linha de Apoio à Vítima da APAV - 116 006 (chamada gratuita, dias úteis, 9h-21h). Apoio disponível através do Messenger, do Instagram e por videochamada (Skype: apav_lav).

@apav_online @crimeinvestigationpt
#CrimeandInvestigation #APAV #CIPelasMulheres