Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Cuba, Espanha e Portugal dão sonoridade ao EXIB Música

No segundo dia do EXIB Música o debate em redor da música ibero americana continuou a ter uma forte presença. Teve lugar o II Encontro de Festivais de Música Ibero Americana, a mesa de debate sobre música e línguas originárias e as microconferências que se centraram na apresentação dos projectos: “Galeano encendido”; Comunidade EXIB e Feira FIMVEN 2016.

 

Lara Bello foi quem abriu as hostilidades deste segundo dia de espectáculos. Natural de Granada em Espanha, a sua música denota a influência dos sons do Mediterrâneo: Flamenco, música árabe, música africana e a ligação entre as raízes africanas e espanholas, próprias das sonoridades da América Latina.

 

Jaqueline Carvalho voltou a trazer a voz do fado ao EXIB Música.  Começou a dar os primeiros passos no mundo do fado aos 5 anos e foi a única artista portuguesa a ter vencido A Grande Noite do Fado em ambas as categorias, juniores em 1992 e seniores 11 anos mais tarde. Uma voz quente e cheia de alma.

EXIB%20Musica%20-%206%20maio%20-%20Jaqueline%20(2)

 

Chegou depois a vez de Cuba na voz de Mel Semé. Iniciou a sua carreira musical na companhia de músicos mais idosos que interpretavam uma espécie de Gospel Latino e hoje esteve em Portugal para apresentar o seu mais recente trabalho Natureza. Uma sonoridade inebriante com laivos de modernidade.

 

O Projeto ALMA traz novamente a língua portuguesa ao palco do EXIB Música. O seu primeiro trabalho O Outro Lado da Rua é integralmente acústico e é uma viagem por sonoridades Ibero-Afro-Americanas que apresenta doze temas portugueses onde se cruzam as sonoridades do Fado.

 

A noite encerrou com chave de ouro ao som dos La Corrala num claro convite à dança. Consagrados como uma das bandas de referência do flamenco- fusão, conjugam a voz de Manuel Herrera com os arranjos musicais que combinam linhas melódicas de baixo e percussões próprias da música latina e do reggae, com harmonias orientadas para o jazz-flamenco, tango e melodias instrumentais de blues, bossa, pop, entre outros.

 

Terminada a festa na Praça do Giraldo chegou o momento de assistir aos concertos no espaço Inatel|Palácio do Barrocal com a atuação de Luís Pucarinho, Manuel Luna e Juan José Robles e Daniel Cros.

 

O EXIB Música encerra hoje, sábado, a partir das 18h no Teatro Garcia de Rezende com Colectiva Corazón (Colômbia); Luiz Caracol (Portugal); Zaira Franco (México); C4 Trio (Venezuela) e Dona Jandira (Brasil).

 

www.exibmusica.com

https://www.facebook.com/exibmusica

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.