Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Cultura | Artist Talk com artista Rosangela Rennó - "Do analógico ao digital, sem preconceitos, sem hierarquias, contra a ignorância estrutural"

Entrada livre, a 28 de abril, 18h30, na Universidade Católica no Porto, 

 

EA 28 abril.jpg

Artista plástica Rosangela Rennó participa em Aula Aberta sobre “Do analógico ao digital, sem preconceitos, sem hierarquias, contra a ignorância estrutural” 

 

No próximo dia 28 de abril, às 18h30, a Escola das Artes da Universidade Católica abre as portas a Rosângela Rennó, artista plástica brasileira, que participará em mais uma Aula Aberta, desta vez sob o tema “Do analógico ao digital,sem preconceitos, sem hierarquias, contra a ignorância estrutural”. O evento irá decorrer em modo presencial, no Auditório Ilídio Pinho, e é aberto aos estudantes e a toda a comunidade.  

 

O trabalho da artista caracteriza-se pela apropriação de imagens descartadas, sendo a grande maioria encontradas em mercados e feiras, e pela investigação das relações entre a memória e o esquecimento. Nas suas fotografias, objetos, vídeos ou instalações, Rosângela Rennó trabalha com álbuns de família e imagens obtidas em arquivos públicos ou privados. Partindo da apropriação e releitura de arquivos fotográficos, públicos e particulares, ou através da reinvenção de modos de arquivo de imagens, a artista desenvolve o tema do estatuto da fotografia e da transformação desde o modelo analógico ao digital há mais de 30 anos.  

 

Na aula aberta do dia 28 de abril, Rosângela Rennó apresentará uma seleção de trabalhos de diferentes épocas, realizados a partir de imagens de acervos históricos, que colocam em evidência as políticas de amnésia e da ‘ignorância estrutural’, percebidas tanto no Brasil como noutros países que têm uma considerável herança colonial. As suas obras já foram expostas individualmente em diversos países e instituições, como por exemplo, na Pinacoteca de São Paulo, Cristina Guerra Contemporary Art, Photographers’ Gallery, Instituto Moreira Salles, Centro Atlántico de Arte Moderno CAAM, Museum of Contemporary Art MOCA e Fundação Calouste Gulbenkian.  

 

“Anualmente, a Escola das Artes da Universidade Católica organiza estas Aulas Abertas para expor temas de maior relevância em torno das práticas artísticas contemporâneas. Nestas sessões públicas abertas à comunidade, os nossos estudantes têm uma oportunidade única de entrar em contacto com artistas, curadores e pensadores que estão na vanguarda das suas respetivas áreas”, afirma o professor Daniel Ribas, coordenador do mestrado em Cinema da Escola das Artes. 

 

O programa das Aulas Abertas 2022 da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa no Porto integra artistas, investigadores e ativistas de áreas e contextos distintos. Os encontros têm como objetivo contribuir para os debates contemporâneos que circundam as práticas artísticas e o pensamento crítico.  

 

As aulas abertas arrancaram no mês de fevereiro e além de Rosângela Rennó, os outros nomes já confirmados são Filipa Lowndes Vicente (12 de maio), Jessica Sarah Rinland (19 de maio) e Marinho de Pina (26 de maio). 

As Aulas Abertas são de entrada gratuita e realizam-se às quintas-feiras (18h30), entre fevereiro e maio de 2022, no Auditório Ilídio Pinho na Escola das Artes, Universidade Católica Portuguesa. 

 

AULA ABERTA COM ROSÂNGELA RENNÓ  

  • 28 ABRIL · 18H30

Entrada Livre  

Escola das Artes 

Universidade Católica Portuguesa no Porto 

Rua de Diogo Botelho, 1327, 4169-005 Porto 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.