Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

D. Maria II abre temporada com mais de 15 atividades e espetáculos de Entrada Livre

bannertndm2.jpg

 

Pelo 5.º ano consecutivo, o D. Maria II dá início à sua nova temporada com Entrada Livre. A 14 e 15 de setembro, o Teatro Nacional D. Maria II abre portas com mais de 15 atividades e espetáculos de entrada gratuita, que marcam o arranque da temporada 2019-2020 e afirmam o gesto de liberdade que é entrar num teatro nacional e fruir da criação artística, de forma livre e gratuita.

 

No fim de semana de 14 e 15 de setembro, será possível assistir a 5 espetáculos, 3 lançamentos de livros e 5 leituras encenadas, fazer uma visita guiada à exposição José Marques: fotógrafo em cena, conduzida por um dos seus curadores, assistir à apresentação pública do novo Prémio Revelação Ageas Teatro Nacional D. Maria II, que irá distinguir um jovem profissional de teatro, e ainda ver um concerto de Selma Uamusse na varanda virada para o Largo de São Domingos, no sábado, às 21h30.

 

No dia 14 de setembro, às 20h, a Sala Garrett recebe a estreia de Antígona, de Sófocles, com encenação de Mónica Garnel. Depois da estreia no âmbito do Entrada Livre, o espetáculo regressa à mesma sala, com apresentações de 18 de setembro a 6 de outubro. A 14 e 15 de setembro, também às 20h, sobe ao palco da Sala Estúdio Colecção de Artistas, de Raquel André, que permanecerá em cena até dia 29 do mesmo mês.

 

O Entrada Livre 2019 recebe ainda mais 3 espetáculos: Pur Présent, do encenador francês e atual diretor do Festival d’Avignon, Olivier Py, que junta três tragédias curtas, evocando personagens poderosas e situações extremas; A história da loucura na época clássica de Michel Foucault, um espetáculo dirigido pela artista espanhola Angélica Liddell, resultado final do projeto École des Maîtres, que todos os anos junta jovens atores europeus com um criador marcante da atualidade; e ainda A Caminhada dos Elefantes, um espetáculo para famílias da dupla Inês Barahona e Miguel Fragata, sobre a existência e o caminho que, um dia, todos temos de fazer para nos despedirmos de alguém.

 

Para além dos vários espaços do D. Maria II, esta edição do Entrada Livre alarga-se ao Capitólio, no Parque Mayer, e à Sala do Rei, na Estação de comboios do Rossio, para dois dias de encontro e celebração.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.