Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

"Da Coleção ao Museu - a Arte de Colecionar" nas tertúlias do Museu da Farmácia

Tertulias_Conversa.png

 

A próxima tertúlia online “À conversa com…”, organizada pelo Museu da Farmácia, intitulada “Da Coleção ao Museu - a Arte de Colecionar”, vai decorrer no próximo dia 19 de Maio, às 19 horas, e conta com transmissão em direto na página de Facebook do Museu.

 

A conversa vai centrar-se no papel das coleções enquanto pilares dos museus, que funcionam como guardiães temporários da transmissão de conhecimento. Vão ser debatidas as diferenças entre coleções e peças, as quais não vivem por si, mas na relação entre elas e com outras coleções, assim como o papel da investigação, preservação e exposição, as três áreas essenciais que qualquer museu tem de trabalhar no que respeita aos seus acervos.

 

«A arte de colecionar é também uma arte do poder, na medida em que traduz a posse do tempo, do espaço e da beleza. Há um ganho civilizacional quando passamos de uma coleção privada para uma do domínio público, que permite partilhar o conhecimento com muitos», afirma João Neto, diretor do Museu da Farmácia.

 

João Neto é o moderador desta conversa que reúne três museus e o Estado português. Participam Joana Belard da Fonseca, diretora adjunta do Museu do Oriente/Fundação Oriente, João Carvalho Dias, diretor adjunto do Museu Calouste Gulbenkian e David Santos, curador da coleção de arte contemporânea do Estado, gerida pelo Ministério da Cultura.

 

​Todas as semanas, o Museu da Farmácia dinamiza tertúlias, em formato digital, via Facebook, e que já abordaram temas como: “O Holocausto e as Coleções em Portugal”, "A Ciência dos Descobrimentos e os Descobrimentos da Ciência”, "Quando os Ossos Contam Histórias", “Cosme e Damião – Saúde, Religião e Futebol", "Geopolítica e Farmácia no Oriente”, "O Egito na Literatura e Vida de Eça de Queiroz", “Missões Humanitárias – Histórias que Mudam Vidas”, “Sherlock Holmes - A Época e a Ciência”, “Exploradores e Literatura de Viagens”, “Revistas que Descodificam a História” e “Política e Ciência em Época de Pandemias”.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.