Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Dia Mundial da Música no Museu da Música

1 de Outubro
___________________________
______________________
Durante o dia: Actividades do Serviço Educativo
Marcações/ Reservas: 217710990 
_______________________________
18h00: Um Músico, Um Mecenas (5ºconcerto do ciclo com instrumentos históricos) 
​Créditos fotográficos: Felix Broede
Pavel Gomziakov interpreta Johann Sebastian Bach, Franz Liszt e César Franck no violoncelo Stradivarius do Rei D. Luís I, acompanhado pela pianista Jill Lawson. 
A entrada é livre
Aqui, Pavel Gomziakov com Maria João Pires:
SOBRE O VIOLONCELO STRADIVARIUS CHEVILLARD-REI DE PORTUGAL

 nº inv. MM 47 

Antonio Stradivari, Cremona

Ano de construção: 1725

Datado de 1725 e classificado como Tesouro Nacional. Pertenceu ao rei D. Luís I (1838-1889) e é o único instrumento com a assinatura do construtor Antonio Stradivari em Portugal.  Inicialmente conhecido por Violoncelo Chevillard, por ter pertencido ao violoncelista belga Pierre Chevillard (1811-1877).  Tem a famosa forma «B», a mais célebre entre as diferentes utilizadas por Antonio Stradivari, utilizada de 1707 a 1726, o período de ouro do construtor. 

SOBRE O CICLO "UM MÚSICO, UM MECENAS"

O Museu da Música possui uma das mais ricas coleções instrumentais da Europa. O ciclo Um Músico, Um Mecenas surgiu em 2013 com o objetivo de dar a conhecer o extraordinário espólio do museu. A cada instrumento histórico associam-se um luthier de qualidade que o restaura e um músico de renome que o toca, sempre gratuitamente. Os recitais apresentam peças musicais da época dos respetivos instrumentos, ouvidas na sua sonoridade original. O ciclo foi um sucesso e tem este ano uma nova edição na qual participam pela primeira vez músicos estrangeiros. Nas páginas seguintes apresentamos algumas das estrelas dos concertos desta temporada: cinco instrumentos históricos que podem assim cumprir, em condições ideais, a função para que foram concebidos. Mas, ousaríamos dizer que a verdadeira estrela do ciclo será o público. Todos os que aceitarem o convite do Museu da Música para, com entrada livre, testemunharem um evento raro e inesquecível: instrumentos antigos e músicos contemporâneos a criarem música intemporal. (in Agenda Cultural de Lisboa, Março 2014)

________________________
19h30: SAX Inspiration, Mélodies Graphiques – Caricaturistas e Desenhadores de Wallonie-Bruxelles
 - Inauguração da Exposição comemorativa do Bicentenário de Adolphe Sax, com caricaturas e desenhos consagrados ao inventor do saxofone.
- Momento musical com saxofonista a confirmar.
A entrada é livre.
Sobre a exposição:

Vários ilustradores e cartonistas belgas aceitaram o repto de representar Adolphe Sax ou o saxofone, revisitando com humor e poesia este construtor de instrumentos musicais e as suas revolucionárias invenções. Antonio Cossu, Dehaes, Geluck, Laverdure, Hémeno, Jannin, Jean Di Sano, Dubus, Franx, Barly Baruti, Batem, Benoi, Cecile et Bertrand são alguns dos autores que integram a exposição. 

Adolphe Sax nasceu em Dinant (Wallonie, Bélgica) a 6 de Novembro de 1814.

Esta exposição é organizada em parceria com a Embaixada da Bélgica e o Wallonie Bruxelles International.

_______________________________________

SEXTA, 3 OUT | 21H30

A cantora brasileira Fernanda Cunha actua no dia 3 de Outubro, Sexta-feira, pelas 21h30, no Museu da Música em Lisboa. Vem acompanhada pelos músicos Brasileiros Fagner Wesley (ao piano) e Jorjão Carvalho (no baixo eléctrico).

 

 

______________________________________

SÁB, 4 OUT | 21H30

No dia 4 de Outubro, pelas 21h30, o pianista e compositor brasileiro Pedro Carneiro Silva, dará um concerto no Museu da Música. 


Pedro Carneiro Silva reside actualmente em Lisboa, onde frequenta o mestrado em Piano e Jazz na Escola Superior de Música. Formado em música brasileira pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, fez parte do Grupo Acuri, com o qual desenvolveu um trabalho que resultou no CD “Infância", lançado em 2009. Com o grupo, realizou uma temporada de mais de 30 concertos pela Índia e Sri Lanka e ganhou prêmios em festivais e concursos no Brasil. Nos últimos anos, vem realizando diversos trabalhos ao lado de artistas brasileiros e europeus. Destacam-se os projetos “Fados e outros choros”, que propõe uma mistura de música brasileira e portuguesa, o projeto “Pedro Carneiro Silva Trio” e ainda o mais recente “O Trampolim de Oiticica”, desenvolvido a partir de uma proposta inovadora de unir a música com outras formas de arte. Site do músico: www.onepoint.fm/pedrosilva

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.