Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Dia Mundial da Saúde Mental

cartaz_finalíssimo.jpg

 

Apresentação do projeto realiza-se no dia 10, na Oliva Creative Factory

 

  1. João da Madeira promove oficinas de

artes visuais para doentes psiquiátricos

 

*Projeto “Normativos? Talvez… não” conta com a colaboração do Centro Hospital de Entre Douro e Vouga

 

 

 

O Município de S. João da Madeira e o Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga (CHEDV), assinam na próxima segunda-feira, Dia Mundial da Saúde Mental, um protocolo de cooperação, que visa oficializar o projeto de colaboração intitulado “Normativos? Talvez… não”, cuja apresentação está integrada no evento “Encontro Dignidade em Saúde Mental”, uma jornada conjunta da Município com o CHEDV, que se realiza na Oliva Creative Factory, a partir das 9 horas.

 

O projeto, que arrancou em 14 de setembro e envolve o Núcleo de Arte da Oliva Creative Factory e o Serviço de Psiquiatria do CHEDV, prevê que um grupo de utentes desenvolva ao longo de um ano letivo, quinzenalmente, um conjunto de oficinas de artes visuais. Integrada nas comemorações dos 90 anos da criação do município sanjoanense, a iniciativa decorre no Núcleo de Arte da Oliva, um espaço museológico que acolhe, entre outros acervos, uma das melhores coleções de arte bruta a nível mundial, produzida por autores sem qualquer ligação ao meio artístico, muitos deles internados em unidades de saúde psiquiátrica. Patente até final de fevereiro, a exposição, denominada “Arte Bruta: Uma história de mitologias individuais. Obras da Coleção Treger/Saint Silvestre”, comissariada pelo curador francês Christian Berst, reúne nas instalações da emblemática metalúrgica Oliva, reconvertidas pelo Município sanjoanense à promoção da arte e da criatividade, um dos mais impressionantes e invulgares acervos de Arte Bruta do mundo.

 

Do programa das comemorações do Dia Mundial da Saúde Mental fazem ainda parte, para além da visita à exposição, conferências e mesas redondas com reconhecidos profissionais nacionais e estrangeiros da área da saúde mental, assim como a apresentação de projetos ligados à saúde mental comunitária, atualmente em prática, seja na área escolar, em puerpério e grávidas, seja nos cuidados primários de saúde ou em consultas. A jornada termina às 19 horas, com o concerto, com entrada gratuita, dos Bruta, um projeto de Ana Deus e Nicolas Tricot.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.