Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Djon África, de Filipa Reis e João Miller Guerra, no Isto é PARTIS 2020

1fa6aa65-0bb5-45c9-a34b-854cb8cb5b4d.jpg

 

O filme Djon África, de Filipa Reis e João Miller Guerra, vai ser exibido Domingo, dia 26 de Janeiro, às 18:30, na Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do Isto é PARTIS 2020.

A entrada é gratuita, mediante levantamento de bilhete e a sessão conta com a presença dos realizadores e do protagonista, Miguel Moreira (Tibars).

Djon África segue a história de Miguel Moreira, também conhecido como Tibars, na busca pelo seu pai desconhecido, num percurso que é também uma viagem ao território das memórias, os desejos ou as mitologias de uma boa parte daqueles que mantêm as suas raízes culturais e a génese da sua identidade no continente africano.

Tibars vive duas identidades em conflito e ao mesmo tempo em harmonia: o que é viver num gueto em Portugal e ser africano sem o ser? África surge aqui com toda a carga que tem na imaginação, na projeção não só do lugar, mas também da sua essência, da sua pertença. 

O filme teve estreia mundial, em competição, no festival de Roterdão (secção Tiger), em Janeiro de 2018, foi exibido no New Directors/New Films, em Nova Iorque, no festival do Uruguai - onde ganhou o prémio FIPRESCI, atribuído pela crítica, e uma menção especial atribuída pelo júri - entre muitos outros festivais, e teve estreia comercial em Portugal, Brasil, Inglaterra e Alemanha. Miguel Moreira ganhou recentemente o Prémio Novo Talento atribuído pela Fundação GDA pelo desempenho em Djón África.

Decorrendo de 24 a 26 de Janeiro, o Isto é PARTIS - Práticas Artísticas para a Inclusão Social é uma iniciativa Gulbenkian de apoio a projetos que visem demonstrar o papel que as artes podem desempenhar nos percursos de integração e na construção de comunidades mais coesas e justas. São projetos que criam espaços de liberdade e de aprendizagem permanente, onde se desfazem preconceitos e se ensaia a compreensão e a tolerância.

A programação da edição de 2020 do Isto é PARTIS tem por denominador comum os “novos centros de criação artística de hoje”, reunindo reflexão e partilha nacional e internacional (Holanda e Reino Unido), apresentações de projetos PARTIS e de outros projetos artísticos que, não sendo apoiados diretamente pela iniciativa PARTIS, refletem as atuais flutuações criativas geradoras de novas, e por vezes inesperadas, centralidades.

https://gulbenkian.pt/agenda/djon-africa/