Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Doc's Kingdom: de 3 a 8 de Setembro em Arcos de Valdevez - inscrições abertas

Doc's Kingdom 2017 de 3 a 8 de Setembro em Arcos de Valdevez:

inscrições abertas
 

ba06a6f7-9f2c-434a-8997-e01bd7c934a7.jpg

 

Estão abertas as inscrições para o Doc's Kingdom 2017, o Seminário Internacional de Cinema Documental organizado pela Apordoc (responsável pelo festival Doclisboa) com o apoio do ICA - Instituto do Cinema e Audiovisual e co-produzido pelo Município de Arcos de Valdevez, onde o seminário anual terá novamente lugar, de 3 a 8 de Setembro.

Insistindo na organização colectiva desde a sua primeira edição, em 2000, o Doc’s Kingdom 2017 é programado por Filipa César (artista e realizadora portuguesa radicada em Berlim), Nuno Lisboa (director do seminário) e Olivier Marboeuf (curador e produtor francês). Com o tema “Surfacing Trouble/Emergir no Conflito”, o seminário confirma já a presença dos colectivos formados por Margarida Mendes, Pedro Neves Marques e Mariana Silva (Inhabitants), Anjalika Sagar e Kodwo Eshun (The Otolith Group), Saguenail e Regina Guimarães, Graeme Thomson e Silvia Maglioni, entre outros convidados a anunciar.

Com um programa intensivo de projecções e debates que é o mesmo para todos os participantes, sem sessões paralelas, permitindo o acesso de todos a toda a programação, o Doc's Kingdom é a experiência integral e cumulativa que abarca as projecções diárias, os debates colectivos e o encontro informal numa atmosfera acolhedora. Para reforçar e incentivar a participação integral no seminário, o programa de sessões do Doc’s Kingdom permanece secreto até ao momento em que os filmes são projectados, revelando apenas o grupo de cineastas convidados ao longo do próximo mês.

Cada dia é integralmente composto por sessões de cinema com início às 10 da manhã no auditório da Casa das Artes, exibindo filmes de vários realizadores, seguidas de debates colectivos, encontros, passeios e refeições com a presença dos cineastas convidados ao longo de toda a semana. O grupo, de até 100 participantes, vê filmes e conversa informalmente ao longo de cinco dias, sem distinções hierárquicas entre realizadores, espectadores e organizadores.

“O Doc’s Kingdom é um evento de características únicas em Portugal, com um programa que se transforma ao longo da semana de acordo com a dinâmica do grupo que entra na sala de cinema sem mapa, aliando a confiança e o risco para cooperar numa experiência que não pode antecipar. Quem não vai, não sabe o que perde”, segundo o director do seminário, Nuno Lisboa.

O Doc’s Kingdom 2017 acontece no ano em que Nuno Lisboa foi o primeiro português a programar o seminário Robert Flaherty nos EUA, o mais antigo evento cinematográfico do mundo dedicado ao documentário e ao cinema independente, tendo celebrado este ano, entre 17 e 23 de Junho, em Hamilton, Nova Iorque, a sua 63a edição, desde 1955.

A partir de 25€, com acesso a todas as sessões e debates, as inscrições para o Doc’s Kingdom 2017 estão abertas ao público, por ordem de chegada e com lotação limitada, no sítio internet do seminário em www.docskingdom.org. Há ainda outras opções de inscrição com alimentação e alojamento incluídos, todas com 20% de desconto para os sócios da Apordoc.

O seminário acolhe ainda um grupo de bolseiros através do programa Dear Doc, promovendo a internacionalização de jovens cineastas portugueses em início de carreira, com o apoio do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas.

Contando com mais de 1000 participantes desde a sua primeira edição, o Doc's Kingdom já acolheu a presença de Frederick Wiseman, James Benning, Susana de Sousa Dias, Abderrahmane Sissako, Kidlat Tahimik, Pedro Costa, Peter Nestler, Pedro Pinho, Catarina Mourão, Salomé Lamas, Miguel Gomes, Adirley Queirós, Leonor Teles, Catarina Alves Costa, Hartmut Bitomsky, entre muitos outros.