Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Elektra de Richard Strauss no CCB

phpThumb_generated_thumbnailjpg.jpg

 

 

1 e 7 de fevereiro | 20:00 | 4 de fevereiro | 16:00
Grande Auditório

Num só ato de rara violência vocal e orquestral, eis a recriação freudiana da tragédia de Sófocles (c. 497/6 a.C – c. 406/5 a.C.) onde um sublime lirismo alterna com a obsessão histérica e violenta de Electra, princesa de Micenas. Um quarto de século após Parsifal (1882) e um quarto de século antes do advento do nazismo, Elektra (1909) marca o primeiro encontro de Richard Strauss (1864 -1949) com uma figura feminina da Antiguidade e também com o libretista Hugo von Hofmannsthal (1874-1929).

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.