Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Em ensaios no Teatro Aberto | DOENÇA DA JUVENTUDE de Ferdinand Bruckner

DOENÇA DA JUVENTUDE, de Ferdinand Bruckner, com versão, dramaturgia e encenação de Marta Dias é a próxima produção do Teatro Aberto e está em ensaios para estrear no final do mês de Outubro. Na semana passada toda a equipa esteve envolvida na fotografia para o cartaz que foi realizada pelo fotógrafo Mário Príncipe. A maquilhagem foi de Carla Pinho e figurinos de José António Tenente que está a criar o guarda-roupa para o espectáculo.

 

 

SINOPSE

Maria terminou o curso de Medicina e vai dar uma festa. A partir de agora, começa a vida a sério. "A vida a sério"... que cliché. Tu nasceste para quê? O que reserva o futuro para ti? Qual é o mal de ter ambições? Colegas de faculdade, ex-namorados, amigas, ódios de estimação — todos se cruzam antes e depois da festa, à procura de alguém especial, à procura de si próprios, em busca do caminho certo para a sua vida. Num mundo descartável e repleto de estímulos consumistas, quem sabe o que é certo ou errado?

 

FICHA ARTÍSTICA

VERSÃO, DRAMATURGIA E ENCENAÇÃO_ Marta Dias
CENÁRIO_ Marisa Fernandes
FIGURINOS_ José António Tenente
LUZ_ Marcos Verdades
VÍDEO_ Eduardo Breda
COREOGRAFIA_ Vítor Fonseca (Cifrão)
COM_ Carolina Carvalho | Eduardo Breda | Filipa Areosa | Helena Caldeira | Madalena Almeida | Samuel Alves | Vítor d’Andrade