Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Em Junho, os músicos do futuro tocam no Museu do Oriente | Entrada gratuita

Solistas da Metropolitana.JPG

O início do Verão é celebrado com muita música no Museu do Oriente, com três concertos protagonizados por jovens talentos e futuras promessas do panorama nacional: o ensemble AiDuo (2 Junho), os Jovens Solistas da Metropolitana (9 Junho) e os alunos finalistas da Academia Nacional Superior de Orquestra (21 Junho).

 

AiDuo são Artur Mendes (saxofone tenor) e Iryna Brazhnik (piano) que, no dia 2 de Junho, às 19.00, apresentam obras de compositores portugueses e americanos, escritas para o grupo ou criadas através de consórcios nos quais AiDuo participou.

 

Fundado em 2011 pelos dois jovens músicos diplomados pela Escola Superior de Música de Lisboa, AiDuo pretende dinamizar o repertório tradicional para saxofone e piano e, sobretudo, participar na criação, desenvolvimento e divulgação de repertório português e contemporâneo, colaborando directamente com compositores.

 

O grupo conta com várias estreias e dedicatórias de obras de compositores como Tiago Cabrita (Portugal), Ida Gotkovsky (França), Daniel Yiau (Singapura), Baljinder Sekhon II (EUA), Mischa Zupko (EUA), Iryna Brazhnik (Ucrânia/Portugal) e Tomás Borralho (Portugal), algumas destas incluídas no seu primeiro álbum – On the way… – lançado em Maio de 2016. Em 2021, para assinalar o seu 10.º aniversário, o grupo organizou um Consórcio que juntou cerca de 30 artistas de 18 países para uma encomenda conjunta ao compositor português António Victorino D'Almeida. Neste momento encontra-se a preparar o seu novo álbum – Meeting Point.

 

A 9 de Junho, são os Jovens Solistas da Metropolitana que sobem ao palco do Museu do Oriente, às 18.00, para interpretar Quatuor pour la fin du temps (Quarteto para o Fim do Tempo, 1941) (1941, a obra emblemática de Olivier Messiaen (1908-1992).

 

“Naquela noite fria de janeiro de 1941, amontoados nos bancos do barracão N.º 27, ouvimos – alguns levados por um entusiasmo inesperado, outros como que incomodados por ritmos e sons a que não estavam habituados – o nascimento daquilo que Messiaen desejava que fosse ‘um grande acto de fé’”. Esta obra singular, composta e tocada pela primeira vez no campo de concentração nazi de Stalag VIII-A, na Polónia, onde Messian era prisioneiro. Para a interpretar, jovens solistas em violino, clarinete, violoncelo e piano mostram a sua mestria técnica nos respectivos instrumentos.

 

No dia 21 de Junho, às 18.00, os alunos finalistas da ANSO (Academia Nacional superior de Orquestra) apresentam os seus trabalhos finais num concerto para ouvir os músicos do futuro, com repertórios de sempre.

 

Desenvolvendo uma ponte pedagógica inédita entre a prática e o ensino musical, a ANSO é a única escola do país que forma maestros, instrumentistas de orquestra e pianistas vocacionados para Música de Câmara. Ao longo dos seus 25 anos, mudou o panorama cultural em Portugal, com muitos dos seus alunos a entrar nas mais exigentes instituições de ensino e formações internacionais. A Música de Câmara é uma das vertentes fundamentais da Academia Nacional Superior de Orquestra, que todos os anos apresenta o ciclo Jovens Solistas da Metropolitana.

 

 

 

Concerto AiDuo – Meeting Point

2 Junho | 19.00

Auditório do Museu do Oriente

Público-alvo: M/ 6 anos

Preço: Gratuito, mediante levantamento de bilhete no próprio dia

Co-organização: Antena 2

 

Programa

Iryna Brazhnik | Separate Ways

António Victorino D'Almeida | Prelúdio, Nocturno e Stepdance

Nelson Jesus | Suite

Mischa Zupko | From the Skyline

 

Concerto Jovens Solistas da Metropolitana III

9 Junho | 18.00

Auditório do Museu do Oriente

Duração: 60’ sem intervalo

Público-alvo: M/ 6 anos

Preço: Gratuito, mediante levantamento de bilhete no próprio dia

Co-organização: Metropolitana

 

Guilherme Lourenço Reis (violino), Joana Neves (clarinete), Beatriz Munhá Correia (violoncelo), Afonso Salazar (piano)

 

Programa

Olivier Messiaen (1908-1992) – Quatuor pour la fin du temps (Quarteto para o Fim do Tempo) (1941)

54 min.

  1. Liturgie de cristal
  2. Vocalise, pour l'Ange qui annonce la fin du temps

III. Abîme des oiseaux

  1. Intermède
  2. Louange à l'Éternité de Jésus
  3. Danse de la fureur, pour les sept trompettes

VII. Fouillis d'arcs-en-ciel, pour l'Ange qui annonce la fin du temps

VIII. Louange à l'Immortalité de Jésus

 

Concerto de Música de Câmara pelos Alunos Finalistas da ANSO

21 Junho | 18.00

Auditório do Museu do Oriente

Duração: 60’ sem intervalo

Público-alvo: M/ 6 anos

Preço: Gratuito, mediante levantamento de bilhete no próprio dia

Co-organização: Metropolitana

Programa a anunciar