Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

EM JUNHO TODOS AO PALCO!

200057cc-8a81-464f-8778-99408263c43b.jpg

 

A memória de quem não sou.
Exposição de Agnes Vera
com curadoria de Thomas Mendonça
 

1 junho a 1 julho | ter a dom, 15h00 - 00h00
Teatro Taborda 
[Inauguração 1 junho, às 18h30

Inicia-se uma correspondência entre remetentes e destinatários que foram, à partida, perfeitos desconhecidos.
O primeiro contacto estabelece-se sempre por iniciativa de Agnes Vera que, ao acaso, remete algures no mundo uma carta solicitando que o correspondente lhe descreva uma memória de infância. Essas memórias são variadas, relatadas tanto em inglês como nas suas línguas nativas. Por vezes fazem-se acompanhar de fotografias também da infância de quem nos escreve. Algumas memórias de infância não são memórias de infância, são apenas cartas. Contextualizam o correspondente, conferindo-lhe um nome, um género, uma nacionalidade, uma idade e uma caligrafia. Contam-nos detalhes acerca dos locais onde habitam, falam-nos sobre a chuva e sobre o tempo. Algumas são detalhadas, outras menos, todas muito curiosas, uma é particularmente hilariante.

ENTRADA LIVRE

 

 

01769ba4-75ca-4f9d-8c37-c922d6326387.jpg

 

Manifesto.
Clube de Teatro Júnior

3 junho | 16h30
Teatro Taborda 


PIN, PAN, PUM...MORRA PIN, MORRA QUEM NÃO NOS DÁ VOZ E SUFOCA A NOSSA AÇÃO.
Vamos fazer o exercício de nos manifestarmos com palavras e com ações. Para a existência ser concreta é necessária uma voz política, mas criativa; já o sabiam os futuristas quando faziam os seus manifestos e já o sabemos nós, agora!
A ideia foi partir de categorias que, no seu todo, formam a nossa existência. Depois de lançado o desafio, escolhemos seis categorias, mas ficámos apenas com três – lugares, necessidades básicas e escola. – Chegou a hora de ter voz, mas não uma voz qualquer. Uma voz sincera, que vem daquilo em que acredito, penso, respiro e transpiro.
Estamos aqui para vos dizer o que achamos e só vamos parar, quando as luzes se apagarem…
(O texto é baseado em conversas tidas com os alunos sobre temas propostos pelos mesmos, tentando responder à pergunta: “quais são as categorias que fazem parte da vossa vida?”)

Teresa Vaz

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA
Texto e Encenação Teresa Vaz, com base nas conversas tidas com os participantes
Ideias para o Texto Bárbara Calado, Beatriz de Prego Ramos, Eva Venturini Marciano, Francisco Silva, Gabriela Rodrigues, Inês Madeira, Júlia Coelho, Laura Henriques, Manuel Pessoa, Matilde Fernandes, Matilde Serrão, Melchior Morovati Aires, Miguel de Almeida, Miguel Fabião e Vasco de Prego Ramos
Intérpretes Bárbara Calado, Eva Venturini Marciano, Francisco Silva, Gabriela Rodrigues, Inês Madeira, Júlia Coelho, Laura Henriques, Manuel Pessoa, Matilde Fernandes, Matilde Serrão, Melchior Morovati Aires, Miguel de Almeida e Miguel Fabião
Coordenação, Produção e Montagem Teatro da Garagem
 
ENTRADA LIVRE sujeita a marcação

 

 

86561f14-2c75-492e-83f8-2622f91a4896.jpeg

 

Ruínas, memórias e alguns fantasmas
Clube de Teatro Jovem
 

9 e 10 junho | 21h30
Teatro Taborda 

Conferência apocalíptica de características carnavalescas. Uma sala de ensaios, um estúdio de escultura, uma paisagem cinematográfica a ruir, fotografias em movimento de possíveis revoluções, conflitos a ruir. A Europa filha de um grande monstro continua a mesma, espera o seu verdadeiro recomeço. Os fantasmas surgem a Pina Bausch continua a dançar no seu Café Muller, quem sabe Shakespeare apareça, enquanto que o Hamlet continua à procura do seu eu, do verdadeiro eu. O teatro como espaço de ruptura da convenção, de descoberta de uma nova visão tal como Rimbaud que com os seus 16 anos criou um monumento de possibilidades revolucionárias. Um espectáculo de palavras coreográficas, acções de escultura, corpos que não pretendem ser actores nem actrizes mas simplesmente artistas. A artista como condição existencialista de relação com o mundo que ultrapassa a esperança e constrói um verdadeiro espaço de acção, o movimento incompreensível que separa o ser humano da medíocre condição cíclica da história e recupera o estado imprenunciável, o lugar original do Eu.
 sentem. Duvidem do tempo e do espaço. Afinal, a única coisa que isto é... é Teatro.

Tiago Vieira

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA
Texto e Encenação Tiago Vieira
Excertos de "Desertos", de Carlos J. Pessoa
Intérpretes André Salvaterra, Beatriz Pereira, David Peres, Joana Vicente, João Almeida, Leonor Wiborg de Carvalho, Maria Aguiar, Mariana Ferreira, Nuno Souto, Rafaela Malheiro, Sara Pereira, Zenan Chen
Coordenação, Produção e Montagem Teatro da Garagem

ENTRADA LIVRE sujeita a marcação

 

76237673-c162-4728-8184-270afeb1f7b0.jpg

 

Ceci n'est pas une galerie
Clube de Teatro Sénior
 

16 e 17 junho | 21h30
Teatro Taborda 

Isto que vêem não é um quadro, nem coisa nenhuma. Isto não é uma escultura, aquilo não é uma instalação artística. Aquelas obras não são valiosas, aqueles funcionários não trabalham tanto quanto parecem trabalhar. Isto não é uma galeria e aquelas figuras não são artistas. Isto nem sequer é um espectáculo ­— aqui não há actores. Duvidem de   tudo o que vêem, ouvem e sentem. Duvidem do tempo e do espaço. Afinal, a única coisa que isto é... é Teatro.

 Miguel Ponte

FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA
Texto e Encenação Miguel Ponte
Intérpretes Akiyo Matsumoto, Ana Maria Pereira, Daniel Toscano, Elsa Venturini, Graça  Oliveira, Iria Gayo, Isabel Aires, Isabel Coimbra, José Pedro Magalhães, Júlia Catita, Júlio Reis, Luísa Guerreiro, Lurdes Vargas, Marina Preguiça, Rui Fernandes, Rui Tavares de Almeida, Vanessa Velosa
Coordenação, Produção e Montagem Teatro da Garagem

ENTRADA LIVRE sujeita a marcação

 

 

0c472781-6592-4fc8-985a-2e19e47487da.jpg

Coro CoLeGaS + Coro Staccato
Concerto

22 junho | 21h30
Teatro Taborda 

O CoLeGaS - Coro Lésbico, Gay e Simpatizante, fundado em 2008, pretende, através da música, contribuir para uma sociedade mais inclusiva, igualitária.... e divertida!
Este ano, dando continuidade à parceria iniciada com o Teatro da Garagem no ano passado, o coro CoLeGaS convida o coro Staccato para subir também ao palco do Teatro Taborda, numa grande noite de música e diversão.
 

+ info: Coro CoLeGaS e Coro Staccato

ENTRADA LIVRE sujeita a marcação

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.