Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Em outubro Lisboa recebe um bairro pop up com arte, música e comida

Quem gostaria de viver num bairro do imaginário?

 

Em outubro Lisboa recebe um bairro pop up com arte, música e comida

 

canvas.png

 

O Bairro Metropolitan é um bairro onírico que chega à capital em Outubro. Este projeto pop up, do mundo do imaginário, que aparece e desaparece das cidades, vai proporcionar aos seus visitantes uma experiência imersiva, com diferentes manifestações artísticas, musicais, gastronómicas e de lazer.

 

De 3 a 6 de outubro, este “very atypical” bairro vai ‘atracar’ no Novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa e proporcionar uma viagem ao mundo do fantástico.

 

O Bairro Metropolitan é um evento de cariz público e cultural, com entrada gratuita, que irá contar com a intervenção de vários artistas contemporâneos, como por exemplo, Vanessa Teodoro, Maria Imaginário, Catarina Glam e Rita Ravasco, e ainda a Miss Suzie, como directora artística de quatro performances, artistas musicais e do universo circense.

Metropolitan, que é composto por um cenário evocativo, inspirado na magia, no mistério e no universo circense. Lisboa será a primeira cidade portuguesa a receber este bairro atípico, formado por vários espaços pop up instalados em contentores marítimos e numa tenda tensionada, dando origem a avenidas e ruas temáticas, como a Metropolitan Art Street, Wine Garden, Food Corner, Pink Street, Barber Street”, explica Catarina Vasconcelos, uma das mentoras do projeto.

 

O Bairro Metropolitan para além da sua natureza cultural encerra uma componente ligada à sustentabilidade e preservação da natureza, utilizando na sua construção matérias primas amigas do ambiente, a reutilização de contentores marítimos e dedicando uma das suas avenidas à consciencialização para a extinção do Lince Ibérico.

 

Com este projeto pretendemos vincular uma mensagem com tónica na consciencialização para a adoção de comportamentos sustentáveis. Atendendo ao imaginário do evento – um bairro onírico capaz de criar memórias impactantes e experiências imersivas – só poderíamos evocar esta preocupação. Os destinos fantásticos só podem existir se respeitarmos e cuidarmos do planeta”, conclui Joana Ornelas, também mentora do projeto.

 

O evento terá um guia, a Metropolitan Magazine, editado em português, inglês, francês e espanhol, com a agenda cultural dos quatro dias, para ajudar os seus visitantes nesta viagem imersiva a um bairro onírico.

 

Este projeto é da responsabilidade da produtora It´s Always Now, da Catarina Vasconcelos e Joana Ornelas.