Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

EMARP - Exposição Realismo na Ponta do Lápis

 

afbd901a-bd19-4c77-b2ec-fabc6687c83b.jpg

 

 

REALISMO NA PONTA DO LÁPIS

Desenho de António Francisco

12 de fevereiro a 16 de março 2018
Dias úteis das 8h30 às 17h30

António Francisco é natural de Viseu.
O gosto pela arte nasceu quando andava na escola onde, como qualquer criança, fazia pequenos desenhos.
Autodidata, com o passar do tempo e com muita vontade e persistência, foi aperfeiçoando as linhas e os traços, pelo que hoje já se considera um artista.
O artista capta imagens que afloram no seu consciente, vindas de toda parte: de dentro, de cima, de baixo, de fora, do nada... Sejam elas reais, irreais ou surreais, que sentido tem tudo isto?
Não sabemos realmente. Nós, artistas, só sabemos como faze-las: apreendendo-as numa ordem que configura a nossa linguagem com o mundo.
Criamos nele o que falta para sermos completamente felizes!
Gladstone coleciona estas imagens, desenhadas, e bem cuidadas "caixas de parede", como se fossem tubos de ensaio de um laboratório.
Um cientista frankensteiniano reúne os melhores órgãos para compor sua idealização da própria vida.
O artista, ao contrário, decompõe: a figura antropomórfica é retalhada em detalhes de seus órgãos mais íntimos. E assim, cria, na verdade, vidas independentes, autónomas - capazes de inspirar emoção e beleza pura para quem as frui. A vitalidade de seus minuciosos traços de pena transformam-se em forma pura, com ilusões de tridimensionalidade, cheias de energia, querendo conquistar o espaço.
Assim se cria, assim se vive, assim a vida se cria...