Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Enciclopédia dos Migrantes - Lançamento

e18f0394-c7d1-4ba3-8c3e-83233609b083.jpg

 

fotografia: Carla Rosado


A Câmara Municipal de Lisboa, através dos Pelouros da Cultura e dos Direitos Sociais,
e a Associação Renovar a Mouraria apresentam, no próximo dia 30 de maio,
a Enciclopédia dos Migrantes.

Esta é uma obra em três volumes, com apenas oito edições, nas quatro línguas das cidades envolvidas, que integra o património imaterial de oito cidades europeias: Rennes, Brest, Nantes, Gijón, Cádis, Porto, Lisboa e Gibraltar. O seu principal desafio é reconhecer o lugar das pessoas migrantes na nossa sociedade, e participar de forma concreta no escrever da história e da memória das migrações.
Trata-se de tornar tangível e palpável este valor invisível, para o tornar nosso e inscrevê-lo na nossa história comum.

Trata-se de uma obra artística que recupera o modelo das obras do Século XVIII e revela 400 cartas íntimas e 400 retratos fotográficos dos 400 migrantes, residentes nas oito cidades envolvidas.
A autoria artística pertence a Paloma Fernández Sobrino e a coordenação geral do projeto é garantida pela associação L´âge de la tortue, originária de Rennes, França. Iniciativa cofinanciada pela União Europeia, envolvendo mais de 700 pessoas e 54 parceiros, 103 países representados
e 74 línguas maternas.

Lisboa é a penúltima cidade a apresentar oficialmente esta obra, no Porto a sessão teve lugar no passado dia 18 de maio, na Biblioteca Almeida Garret. O ciclo encerra-se em  Gibraltar, onde terá lugar a sessão de apresentação no dia 28 de junho.