Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

EQUIPA DE ‘RESTREPO’ TRAZ ‘HELL ON EARTH: THE FALL OF SYRIA AND THE RISE OF ISIS’ PARA O NATIONAL GEOGRAPHIC

 

image005.jpg

 

Documentário com a assinatura dos premiados Sebastian Junger e Nick Quested

 

ESTREIA domingo, 18 de junho às 22h30 no National Geographic

Com estreia agendada para Portugal a 18 de junho, fazendo parte de uma estreia global em 171 países em 45 línguas, ‘Hell on Earth’ mostra-nos o declínio da Síria até ao caos que permitiu a ascensão do Estado Islâmico, conhecido como ISIS, no Iraque e na Síria. Conseguindo mais de mil horas de imagens visceralmente espantosas, os premiados Sebastian Junger e Nick Quested, que previamente colaboraram num trio de filmes sobre a guerra (‘Restrepo’, ‘The Last Patrol’ e ‘Korengal’), conseguem retratar a angustiante carnificina em que a guerra na Síria se tornou. Este filme documenta as consequências políticas e sociais e, sem dúvida, o drama humano, ao mesmo tempo que mostra uma imagem alarmante do papel do Ocidente na criação do ISIS.

 

“Este é um filme difícil de ver,” admite Nick Quested. “Queria desafiar as pessoas a aguentarem até ao fim. Isto é o que está a acontecer. Esta é uma janela para o sofrimento de milhões de pessoas e das causas desse sofrimento. Quero desafiar os espectadores a não desviarem o olhar em troca de conseguirem um melhor entendimento sobre o que se passa no mundo”.

 

Através de entrevistas exclusivas com activistas, jornalistas, diplomatas, políticos e comuns cidadãos, bem como recorrendo a imagens de arquivo, ‘Hell on Earth’ mostra um retrato único da vida de uma Síria destruída pela guerra, através de uma família a viver sob domínio do ISIS que finalmente consegue escapar para a Turquia. O documentário mostra ainda soldados curdos em Sinjar e milícias de Shia no Iraque e até soldados com ligações à al-Qaeda em Aleppo e Raqqa. Junger e Quested identificam meticulosamente as forças que levaram ao sangrento conflito na Síria e que facilitaram a ascensão dos radicais islâmicos que agora organizam e inspiram operações terroristas por todo o mundo.