Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Escola Conde de Ferreira – Centro de Produção e Participação Artística | Celebração de um ano de Escola

Cartaz%20Web.png

 

A Escola Conde de Ferreira – Centro de Produção e Participação Artística celebra, no dia 20 de fevereiro, um ano de existência, com uma série de iniciativas que iniciam às 15h00 e prolongam-se até à noite. Esta iniciativa conta com o apoio da CMB. O programa pode ser consultado em anexo e em www.cm-barreiro.pt.    

Abrimos as portas da Escola neste dia para celebrar o que aqui tem acontecido no último ano. Uma Escola que é, no fundo, feita de muitas escolas. Partimos do compromisso de que é preciso ouvir as PESSOAS; deixar falar as muitas PESSOAS que vivem e habitam o Barreiro. Assim colocamos em diálogo e em jogo estas imagens, estórias, palavras, ideias, através da mão dos artistas e artesãos, a quem pedimos para, nas suas narrativas artísticas, nos proporem olhares e universos que nos surpreendem. 

A MEMÓRIA VIVA é disso um exemplo: pedimos a todos que tragam as SUAS imagens atemporais e misteriosas, de arquivos públicos e privados, do SEU arquivo pessoal, em que surgem as famílias escolares, de trabalho, de sangue, de afetos. As fotografias contam-nos a história do Barreiro Antigo, da Escola, das PESSOAS. A SUA história. 

Novas criações, espetáculos musicais, conversas e intervenções em que tod@s são desafiad@s a participar, convidam-nos a entrar num dos espaços mais emblemáticos da cidade: a Escola Conde de Ferreira como uma Casa Grande. 

Um pátio albergará um concerto Reggae; uma antiga sala de aula oferece conversas com a comunidade; uma outra sala recebe uma instalação artística do CLUBE DA NOVA MANHÃ, resultado de uma residência de jovens dinamarqueses que têm feito do Barreiro a sua casa; o FABLAB Barreiro a conectar conhecimentos, ideias, recursos e PESSOAS, caminhando na construção de uma Comunidade sustentável, participativa, dinâmica, irreverente, com vontade de aprender; corredores da memória contam-nos histórias do passado e, no antigo refeitório, revelam-se saberes e sabores. 

Estas, entre outras propostas… Para um sábado deste final de Fevereiro, que já é quase Primavera, uma fusão de estações, tal como as pessoas da ESCOLA, que poderão vir partilhar, ressurgir, participar, refere o comunicado do Grupo de Gestão Escola Conde de Ferreira. 

Mais informações em facebook.com/condedeferreirabarreiro.pt ou geral@condedeferreira.pt.