Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Espaço Espelho D'Água | João Ventura, pianista do nordeste que apaixonou Madonna, em concerto

O ímpeto da palavra de João Ventura, pianista do nordeste que apaixonou Madonna, em concerto, no Espaço Espelho D’Água. Frederico Heliodoro é outro dos destaques de fevereiro

Joao_Ventura.jpeg

 

É impossível deixarem a vossa criatividade de fora da equação quando estão perante o imponente edifício do Espaço Espelho D'Água, em Belém. Com um copo de vinho tinto na mão e um bilhete exclusivo para um final de tarde inesquecível debaixo da asa, receba de braços abertos o sotaque do nordeste do Brasil trazido por João Ventura, no dia 24, pelas 18h, ele que já viajou de Alfama para Nova-Iorque na companhia de Madonna, para uma atuação-surpresa na Met Gala do ano passado.

 

 

Neste mês em que se celebra o Amor-maior – seja pela arte em todas as suas formas de expressão ou pela espuma efervescente da vida, multiplicada pelo infinito -, não pode perder este inspirador concerto à média-luz no minimalista e grandioso salão do Espaço Espelho D'Água, que reflete o esplendor de Lisboa, Princesa que envolve o Tejo num eterno abraço.

 

 

Inspirado por nomes sonantes de todo um reportório musical com sabor a sol, água de coco e Samba dos Namorados, como Tom Jobim e Vinicius de Moraes, e por sonatas clássicas à luz da lua, na companhia de Beethoven, João Ventura traz na bagagem um diálogo entre dois proeminentes músicos brasileiros, o Duo Ventura e Pitomba. “Andando e cantando por nossos amores”, os seus dons, o de João Ventura, pianista douto, vestido de mantos de autenticidade e artes musicais, e Rogério Pitomba, baterista cinzelado a bom feeling, mestria e perceção, fundem-se numa sensualidade e sensibilidade dignas de Samambaia, porque, abrindo-se ao mundo em flor, sabem o que querem da vida e, claro, como podem chegar ao propósito-rei: tocar no coração de quem neles se demora. Para apreciar com os cinco sentidos que se aninham no coração no domingo de 24 de fevereiro, às 18h.

 

 

E também não pode deixar de escutar “A Força da Palavra que pode dizer tudo (…) e é tão grande” do baixista, compositor e produtor brasileiro Frederico Heliodoro, no dia 17 de fevereiro, também ao entardecer, ele que, atualmente, integra o projeto Caipi de Kurt Rosenwinkel. Na algibeira dos sonhos e das emoções guarda composições originais, as suas faixas mais viscerais de cinco álbuns editados e ainda as melodias que nasceram da combinação dos quatro elementos da sua banda. “Enquanto não chega”, apaixone-se e espere por este “Oásis”, que vem acompanhado da lisboeta Susana Travassos. 

 

Relembramos que pelo palco do Espaço Espelho D'Água, em Belém, já passou uma miríade de nomes sonantes, entre os quais Mário Laginha, Salvador Sobral, Susana Marcelo Jeneci, Tulipa Ruiz, Filipe Catto, Tiê, Bianca Gismonti e Tulio Mourão. 

 

 
 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.