Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Espetáculo 20.20 celebra as duas décadas de atividade da Circolando

Com estreia marcada para dia 3 de setembro

 

 

Peça tem direção artística de André Braga e Cláudia Figueiredo e fica em cena até ao dia 6 de setembro, no Teatro Carlos Alberto

 

Fazer 20 anos é motivo para celebrar com pompa e circunstância. Por isso mesmo, a companhia portuense Circolando, que assinala este ano duas décadas de atividade, vai festejar com a estreia do espetáculo 20.20, no dia 3 de setembro, no Teatro Carlos Alberto (TeCA). A peça, que conta com direção artística de André Braga e Cláudia Figueiredo, reflete sobre o percurso da companhia, lançando também pistas para o futuro. 20.20 fica em cena até ao dia 6 de setembro.

 

Partindo do conceito de corpo-arquivo desenvolvido pelo escritor brasileiro André Lepecki, o espetáculo foi criado com base na abordagem de um conjunto de materiais documentais – textos, movimentos, motes de pesquisas –, com o intuito de “identificar campos criativos não esgotados de novas possibilidades”. Sem sinal de revivalismo ou de nostalgia, 20.20 explora a invenção de novas vidas e desdobra os materiais originais que lhe servem de base, fazendo um cruzamento entre passado-presente-futuro.

 

Ana Isabel Castro, André Braga, Bruno Senune, Constanza Givone, Daniela Cruz, Félix Lozano e Ricardo Machado são os nomes dos responsáveis pela cocriação deste espetáculo, interpretando-o ainda em palco. A peça pode ser vista à quinta e sexta-feira, às 21h00; ao sábado, às 19h00; e ao domingo, às 16h00. No dia 5 de setembro, Jorge Louraço Figueira vai orientar uma conversa informal no final do espetáculo. O preço dos bilhetes é de 10 euros.

 

Neste sentido, convidamos o vosso órgão de comunicação social para o ensaio de imprensa de 20.20 que decorre no dia 1 de setembro, às 15h00, no Teatro Carlos Alberto, no Porto.