Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Está aberto o concurso Grande Marcha de Lisboa 2020

a91d4605-fc7c-4f67-ad9c-388fc2564c5a.png

 

 

 

Amália Rodrigues é a grande inspiração

 

O concurso Grande Marcha de Lisboa 2020 está a decorrer e este ano homenageamos a diva maior do Fado no próximo hino das Festas da cidade.
 
As candidaturas podem ser apresentadas até 28 de fevereiro e, a juntar a «Lisboa», tema obrigatório,  a letra da composição deve igualmente inspirar-se em «Amália Rodrigues» neste ano especial de celebração do centenário do seu nascimento.

A composição vencedora será apresentada e interpretada por todos os participantes das Marchas Populares de Lisboa, no âmbito das Festas da cidade, quer nas exibições da Altice Arena, quer no desfile da Avenida da Liberdade, na noite de Santo António.

Aberto a todos, individual ou coletivamente, residentes em Portugal e maiores de idade, este concurso é já uma tradição com mais de duas décadas, distinguindo anualmente a originalidade literária e musical dos autores da composição vencedora com um prémio no valor de €5.500 (cinco mil e quinhentos euros).

A Câmara Municipal de Lisboa e a EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural voltam, assim, a lançar o desafio para a criação da composição (letra e música) da Grande Marcha de Lisboa que será selecionada pelo júri. Nesta edição do concurso, a escolha da vencedora cabe a Renato Júnior (em representação da Sociedade Portuguesa de Autores) e aos músicos Carlos Mendes e Rita Guerra.

As propostas deverão ser enviadas, de forma anónima, por correio registado com aviso de receção, para a morada da EGEAC - Programação em Espaço Público, até ao dia 28 de fevereiro de 2020.

Consulte o regulamento  concurso da Grande Marcha de Lisboa em culturanarua.pt e egeac.pt.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.