Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Estreia amanhã "Don Juan Esfaqueado na Avenida da Liberdade", de Pedro Gil > São Luiz Teatro Municipal

b3ce6018-dd58-487c-9ddd-a5675bf42490.jpg

 

DON JUAN ESFAQUEADO NA AVENIDA DA LIBERDADE

ESTREIA DIA 7 DE NOVEMBRO NO SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL
 

DON JUAN ESFAQUEADO NA AVENIDA DA LIBERDADE, de Pedro Gil
7 novembro a 2 dezembro
Teatro São Luiz – Sala Mário Viegas

 

Don Juan Esfaqueado na Avenida da Liberdade  estreia no Teatro São Luiz a 7 de novembro e fica em cena até ao dia 2 de dezembro. Uma comédia de Pedro Gil, que conta com as interpretações de Tonán Quito, Miguel Loureiro, Pedro Gil, Filipa Matta, Raquel Castro e Rita Calçada Bastos.

Pedro Gil teve a ideia de fazer um Don Juan, há dois anos, quando visitou o Museu do Aljube, antiga prisão do Aljube, onde o seu avô foi preso pelo regime salazarista e viu numa das paredes da exposição Os Cinco Nãos do Estado Novo em letras garrafais: NÃO discutimos a pátria, NÃO discutimos a autoridade, NÃO discutimos a família, NÃO discutimos o trabalho e NÃO discutimos Deus. Subitamente surgiu a ideia de fazer um Don Juan. Este Don Juan desconfia do fantasma do Comendador. O fantasma quer que ele lhe aperte a mão. Don Juan pressente que não é boa ideia apertar a mão a um fantasma de uma pessoa que ele próprio matou. Decide então não comparecer à ceia acordada. Don Juan foge, mas para onde? É uma comédia.

No dia 18 de novembro, a sessão é realizada com interpretação em Língua Gestual Portuguesa e terá lugar uma conversa com os artistas após o espetáculo.

Don Juan Esfaqueado na Avenida da Liberdade é uma co-produção Barba Azul, São Luiz Teatro Municipal, Teatro Municipal do Porto e Centro Cultural Vila Flor.


Quarta a sábado, 21h00; domingo, 17h30
São Luiz Teatro Municipal - Sala Mário Viegas
12€ com descontos



PORTO:
No dia 24 de maio, às 21h00, o espetáculo Don Juan Esfaqueado na Avenida da Liberdade realiza-se no Teatro Municipal do Porto - Auditório do Teatro Campo Alegre, no âmbito do FITEI 2019.

 

Texto e direção artística: Pedro Gil | Interpretação: Filipa Matta, Miguel Loureiro, Pedro Gil, Raquel Castro, Rita Calçada Bastos e Tónan Quito | Desenho de Luz: Daniel Worm d’Assumpção | Cenografia & Adereços: Pedro Silva | Figurinos: Catarina Graça | Maquilhagem: Jorge Bragada | Direção de Produção: Raquel Castro | Produção executiva: Vítor Alves Brotas | Apoio à criação: Diogo Andrade | Encadernação do adereço Livro: Filipa Matta | Modelagem face da estátua: Rute Reis | Apoio à execução de cenário e adereços: Fernando Gil | Assessoria de Imprensa: Helena César | Fotografia de cena: Mariana C. Silva | Registo Vídeo: João Gambino | Residência: O Espaço do Tempo, Companhia Olga Roriz | Apoios: Forum Dança, Ginásio Clube Português, Teatro Nacional D. Maria II, Teatro Nacional São Carlos | Patrocínios: Bispos – Joaquim Augusto Bispo | Agradecimentos: Diogo Mesquita, Eugénia Vasques, Giacomo Scalisi, Gisella Mendoza, Joana Bértholo, João Brites, João Sebastian, Jorge Silva Melo, Manuel Leitão, Nuno Rebelo, Otília Andaluz, Rui Horta, Tiago Rodrigues

A Barba Azul é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal - Ministério da Cultura/Direção-Geral das Artes.