Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Évora 2027 lança imagem, filme promocional e identidade musical

 
 
Sublinhar a pausa, o espaço e a humanidade. É esta a mensagem da campanha que foi desenhada para representar as várias dimensões de Évora que cabem na candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura em 2027.
 

 

 
Évora 2027 – cidade Candidata a Capital Europeia da Cultura lança nova imagem, filme promocional e identidade musical da candidatura. Três objetos que estão ancorados nos principais eixos (imaterialismo, herança cultural e biodiversidade) sobre os quais se organiza a proposta de Évora 2027, que será submetida, a 23 de novembro, para avaliação de um júri internacional.
 
Quanto à identidade gráfica, “a suprema elegância de ser simples” (Eugénio de Andrade) e a "intangibilidade que o alentejano conserva” (Miguel Torga) são duas breves descrições sobre o Alentejo que inspiraram o processo de criação do estúdio de design de comunicação R2​. Um trabalho que traduz uma ideia de simplicidade e de sobriedade das formas, das linhas e das cores, associando a estas perceções, mais uma vez, o espírito da candidatura. Uma identidade que propõe uma narrativa visual, constituída por um logótipo que possibilita múltiplas apropriações e animações, mas também resgata a combinação de cores vivas com texturas e elementos gráficos, figurativos e abstratos, extraídos de materiais tradicionais.
 
Mensagens como “cheguem mais longe, vejam mais perto” e “levem o nosso vagar a toda a gente, porque toda a gente precisa dele sem saber” são proferidas pela voz que narra o filme promocional produzido pela Playground e realizado por Rui Vieira. O vídeo mostra que a partir deste “território-palco” é possível sonhar com a construção de um futuro feito de coexistência e de partilha e consequentemente com uma Europa mais inspirada por Évora e pelo Alentejo.
 
Outra das novidades é a peça criada por quatro músicos de Évora, intitulada O Céu do Pastor, para dar corpo à identidade musical de Évora 2027. Segundo os autores, foi “um processo bonito, de escuta, de olhar para dentro, de olhos fechados e pés levantados do chão. Um caminho de reencontro com o [nosso] Alentejo e de descoberta enquanto coletivo.” O Céu do Pastor é da autoria de António Bexiga (aka Tó-Zé Bexiga), António Pinto de Sousa, Mestre André e Dj Sims, com a participação de “Vozes do Imaginário”, com direção de Luís Pereira. Mistura e masterização por Luís Lucena. Disponível para ouvir no início de setembro e a caminho de 2027, nos canais digitais de Évora 2027.  



Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.