Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição CRUZEIRO SEIXAS Fazedor Nada Perfeito

CicloCS_banner.jpg

 

A Sociedade Nacional de Belas Artes vem pelo presente email proceder ao envio de documentação relevante para o assunto em epígrafe.

 

Dando continuidade ao ciclo de celebrações dos 100 anos de Cruzeiro Seixas, a SNBA orgulha-se de apresentar a partir de 3 de dezembro o núcleo de Cadavres Exquis, na exposição CRUZEIRO SEIXAS Fazedor Nada Perfeito, com curadoria de Carlos Cabral Nunes, o visitante poderá encontrar um vasto e diversificado conjunto de obras (mais de 60) realizadas por Cruzeiro Seixas em parceria com outros artistas nacionais e estrangeiros. Esta exposição é dedicada a obras colaborativas realizadas pelo autor, ao lado de artistas como Alberto Trindade, Alfredo Luz, Fernando José Francisco, Liudvika Koort, Mário Cesariny, Valter Hugo Mãe, Mário Botas, Sophia Zhong, entre muitos outros. A exposição reúne um conjunto de esculturas, desenhos, joias, colagens, serigrafias e livros-objeto artísticos de Cruzeiro Seixas onde é patente a multiplicidade estilística do seu alfabeto visual, único e fascinante.

 

A exposição CRUZEIRO SEIXAS Fazedor Nada Perfeito, patente na Galeria Pintor Fernando de Azevedo, abrirá ao público, a partir das 15h00 até às 20h00, cumprindo todas as recomendações e lotações, de acordo com os normas em vigor, emanados pela DGS e demais autoridades competentes, para tal pedimos a compreensão de todos, no sentido de procederem ao agendamento prévio da hora da vossa visita por email (fatima.carvalho@snba.pt) de acordo com os seguintes turnos horários: 15h30, 16h30, 17h30, 18h30 ou 19h30.

 

A exposição CRUZEIRO SEIXAS Fazedor Nada Perfeito, estará aberta, até dia 30 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 12h00 às 19h00; e aos sábados das 14h00 às 19h00. Encerra ao público aos domingos e dias feriados.

 

Iniciado a 19 de setembro,  o ciclo de celebrações dos 100 anos de Cruzeiro Seixas, decorrerá igualmente na Perve Galeria, Casa da Liberdade – Mário Cesariny e no espaço expositivo da Associação Mutualista Montepio (Atmosfera m) com outras duas exposições, respetivamente intituladas Construir o Nada Perfeito e Construir Cem Nadas Perfeitos, que pretendem homenagear em três núcleos expositivos, a obra e o fundador do anto-grupo “Os Surrealistas”.

Também no dia 3 de dezembro, pelas 17h30, a Cinemateca Museu do Cinema, exibirá uma sessão do filme Cruzeiro Seixas – As Cartas do Rei Artur, da autoria de Cláudia  Rita Oliveira  e produção de Miguel Gonçalves Mendes.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.