Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição de Artes Plásticas Neptuno.02 inaugurada a 7 de outubro

image (1).png

 

A inauguração da Exposição de Artes Plásticas Neptuno.02 irá realizar-se na próxima quinta-feira, 7 de outubro, pelas 18:30h, no Teatro Thalía em Lisboa. 

A exposição da autoria da artista plástica Elizabeth Almeida é composta por três instalações e pretende explorar a temática dos Deuses e da Mitologia Clássica, focando-se em Neptuno, o Deus romano do Mar. 

“Composta por 3 instalações, tem como ponto de partida o virtuoso Neptuno, senhor de grandes paixões, desencadeia a força criadora, a fé que move montanhas, o êxtase que eleva, a intuição vincada e a força. Um jogo de flexibilidade, sensibilidade e amplitude, ao lidar com o desconhecido ativa o inconsciente, o invisível, o não dito e cria estados de submissão envoltos por véus e nuvens onde a sua projeção dilui rigidez e apresenta outros ângulos” – explica Elizabeth Almeida. 

A exposição conta com o apoio e parceria da UNESCO, Ministério da Cultura e Direção-Geral das Artes, Secretaria-Geral da Educação, Docapesca - Portos e Lotas, S.A., Teatro Nacional de São Carlos e OPART, Infraestruturas de Portugal, Câmara Municipal de Lisboa, EA design, Comporta Perfumes e Beijo de Figo. 

A exposição ficará patente ao público até dia 10 de outubro, entre as 10h e as 20h. 

Sobre Elizabeth Almeida 

Elizabeth Almeida, natural de Montreal, Canada, licenciada em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, no ano de 1996. Com participações em coleções particulares, organismo estatais em Lisboa e em Como Itália. Exerce atividade enquanto Artista Plástica, Cenógrafa, Dir. de Arte e Designer. 

O seu percurso artístico passa por diversas galerias, incluindo diversos edifícios e monumentos que integram o património nacional. Destacando-se a Cordoaria Nacional, Palácio Pancas Palha, Museu da Água, Centro Cultural de Cascais, Museu de Portimão, M.U.S.A, Convento do Espírito Santo em Loulé, Fundação Portugal Telecom, entre outros. Em 1994 participou na VII Bienal de Jovens Criadores da Europa e do Mediterrâneo em 1995 alcançou o 2º Prémio da Traiettorie Sonore de Musica Contaminatta, na área de Música e Artes Visuais em Como, Itália. Em 2015, foi Artista convidada pela UNESCO para a criação do prémio em homenagem ao professor Mariano Gago para o Dia Mundial da Ciência.