Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição de Fotografia de Susana Paiva | inauguração a 27 de setembro, às 17h00, no AMAC

Exposição de Fotografia no AMAC,

de 27 de setembro a 23 de novembro

 

"What remains" (A Invenção da Memória)

 

O Auditório Municipal Augusto Cabrita recebe, de 27 de setembro a 23 de novembro, a Exposição de Fotografia de Susana Paiva "What remains" (A Invenção da Memória). A mostra inaugura no dia 27 de setembro, pelas 17h00.

 

"What remains" é uma alegoria que encerra o meu desejo de reinvenção da memória.

Partindo de uma partitura imaginária para chegar a uma partitura real, "what remains" foi criado com recurso a técnicas e materiais analógicos e digitais e processado por software de transcodificação da imagem em som.

 

Muito embora a exposição exiba apenas as imagens, e o som gerado fique reservado para apresentações performativas pontuais, o objetivo é que as imagens sejam ponto de partida de interpretação não apenas visual mas também sonora.- Susana Paiva

 

Biografia

Nasceu em 1970, em Moçambique.

É fotógrafa. Tornou-se fotógrafa ao longo dos últimos 20 anos, que foram anos cheios de aprendizagem e dúvidas.

 

Construiu a sua singularidade através de constante pesquisa e experimentação, descobrindo o seu ritmo, a sua zona de conforto e os seus conceitos favoritos. Hoje sabe que é uma fotógrafa paciente que requer tempo para a contemplação, para a instalação num determinado espaço ou interação com um determinado assunto. Descobriu que é uma fotógrafa que precisa de estar perto das coisas, para criar emoções – para mover e ser movida – e partilhar generosamente os projetos fotográficos e os ideais.

 

Entende agora que é empurrada por uma imensa necessidade de transfigurar a realidade e para navegar na poética dos fragmentos da vida cotidiana, e que a fotografia se tornou a sua primeira língua, substituindo gradualmente a palavra primordial na sua interação com o mundo.

 

Hoje sabe que, só quando compartilha as imagens que cria, assim como a paixão que tem pela fotografia, fica preenchida não apenas como profissional mas, mais importante, como ser humano.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.