Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição inaugural do Centro Interpretativo de Tongobriga | 22 julho | 17h30

 

O Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, preside no próximo dia 22 julho, pelas 17h30, à abertura da exposição inaugural do Centro Interpretativo de Tongobriga, em Freixo (Marco de Canaveses).

A exposição intitula-se “Mudar de Vida” e conta a história das profundas mudanças que a integração no Império Romano, há cerca de dois mil anos, provocou no modo de vida das populações que já então habitavam o noroeste peninsular.

Com recurso a cerca de uma centena de peças datáveis entre o século II a.C. e o século V d.C., a exposição evoca as várias fases do ciclo da vida dos tongobricenses, tal como essa vida se deixa apreender através dos objetos recuperados no decurso da investigação arqueológica que se tem realizado de forma ininterrupta neste sítio arqueológico desde 1980.

Integralmente constituída por objetos provenientes das ruínas de Tongobriga, a exposição foi desenhada de forma a poder albergar novos materiais que venham a ser encontrados, integrando-os no discurso expositivo já existente ou alterando-o, se for esse o sentido da investigação.

As ruínas romanas de Tongobriga e a arquitetura tradicional da aldeia histórica de Santa Maria do Freixo constituem as duas faces mais visíveis do valor patrimonial da Área Arqueológica do Freixo, um espaço com 50 hectares que se encontra sob gestão da Direção Regional de Cultura do Norte.

Com a inauguração desta exposição, pretende-se ainda assinalar de forma simbólica o 30º aniversário da classificação da Área Arqueológica do Freixo como um dos maiores Monumentos Nacionais.

O edifício que alberga o Centro Interpretativo de Tongobriga faz parte de um conjunto de equipamentos postos à disposição do público visitante da Área Arqueológica do Freixo nos últimos anos. Desse conjunto de intervenções arquitetónicas contemporâneas no espaço classificado, fazem ainda parte o Auditório e a Cafetaria / Restaurante, para além de outros edifícios associados às atividades de formação e investigação permanente na área do património cultural.

A exposição “Mudar de Vida” insere-se na Operação “Tongobriga e territorium – Valorização de Paisagem Milenar”, promovida pela Direção Regional de Cultura do Norte em parceria com a Câmara Municipal de Marco de Canaveses, e comparticipada pelo ON.2 (O Novo Norte) através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).