Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição 'Jardim de Namorados. A Arte de Casar em Moçambique', António Leitão-Marques

 

c8038569-3826-4556-9baa-f081ad9bc77e.jpg

 

Exposição Jardim de Namorados. A Arte de Casar em Moçambique, com fotografias de António Leitão-Marques, inaugura a 30 de maio

Aproximando-se os Casamentos de Santo António em Lisboa, o Museu de Lisboa – Santo António, em parceria com a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, apresenta um olhar sobre como são vividos os casamentos em Moçambique.
A partir de dia 30 de maio, às 18h30, 50 fotografias, de António Leitão-Marques, estarão expostas na Galeria de exposições da J F Santa Maria Maior. 

 

Os casamentos populares em Moçambique são um ritual surpreendente, uma festa com bastantes momentos insólitos e divertidos.

Para poderem realizar esta cerimónia, muitos casais esperam anos até conseguir juntar os meios necessários para tal. Por vezes, o casamento ocorre numa fase tardia da vida fazendo-se os noivos acompanhar dos filhos ou mesmo dos netos.

Mas, seja qual for a idade, a cerimónia realiza-se sempre com grande solenidade, sendo um acontecimento de grande importância para a família e para os convidados.

Um dos aspetos mais curiosos destes casamentos é a presença dos noivos nos jardins públicos ou na praia para serem fotografados. A fotografia continua a ser o grande testemunho do evento e um momento ao qual é dada grande relevância. Todas as poses tradicionais são preparadas com cuidado e ninguém deve ficar fora do retrato.

O autor viveu os últimos cinco anos em Maputo tendo testemunhado muitas destas cerimónias, em especial nos jardins da cidade.

Este trabalho documental retrata esse ambiente único, desde os cortejos com as chegada dos noivos, as danças dos corteses que os acompanham  e ainda a enorme criatividade e colorido com que quase todos se vestem para a festa.

 

Galeria de Exposições da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, na Rua dos Fanqueiros - 170 (elevador piso 3B) ou Rua da Madalena, 149/151


Horário: de 31 de maio a 6 de julho, de segunda a sábado, das 14h às 18h

Entrada livre

 

Organização: Câmara Municipal de Lisboa, EGEAC, Museu de Lisboa - Santo António, Junta de Freguesia de Santa Maria Maior 

 
 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.