Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Exposição “O Lago” de Maria Condado leva a Natureza ao Espaço Amoreiras - 26 de abril a 31 de maio

Exposição “O Lagode Maria Condado leva a Natureza ao Espaço Amoreiras

Artista Maria Condado cria pintura para exposição promovida pelo Edge Arts, que pode ser visitada de 26 de abril a 31 de maio, no Espaço Amoreiras em Lisboa.

 

O Lago_Maria Condado.jpg

 

O Edge Arts promove a exposição “O Lago” da artista Maria Condado, que consiste numa colorida pintura de um lago imaginado, inserida no átrio do Espaço Amoreiras. A obra da pintora lisboeta, convida o espectador a mergulhar nela, enquanto espaço ilusório, percorrendo todos os seus traços irregulares e cores vibrantes. A exposição pode ser visitada de 26 de abril a 31 de maio, e inclui um texto crítico do curador Lourenço Egreja. 

O trabalho de Maria Condado foca-se no campo da paisagem, ilustrando uma simbiose entre a natureza e a artificialidade, pontualmente marcado por presenças humanas. A cor também é um elemento importante nas suas obras, que atribui um cariz alegre e sonhador à sua arte. A paleta de cores de “O Lago” é dominada pelos tons verdes, com pinceladas de rosa, azul e vermelho, tendo como superfície uma tela branca de 9 metros de comprimento. A composição das formas é feita de contrastes de traços, podendo surgir de diversas dimensões e feitios, como finas ou largas, a detalhadas ou genéricas.

A pintura “O Lago”, que estará em exposição, revela diferentes ângulos e distâncias de leitura dos elementos presentes no quadro, das espécies de plantas, às flores e árvores, propondo um percurso dinâmico à volta deste lago imaginário. 

A inauguração da exposição “O Lago” está marcada para o próximo dia 26 de abril, quinta-feira, pelas 18h30 no Edge Arts, Espaço Amoreiras, em Lisboa.  

Maria Condado

Maria Condado nasceu em 1981, e atualmente vive e trabalha em Lisboa. É licenciada em Pintura pela FBAUL, no ano de 2004, e completou em 2015 a Pós-Graduação em Jardins e Paisagem pela FCSH em Lisboa. Das suas exposições individuais destacam-se Do azul faz-se o verde(2017), na Galeria Carolinès, de Lisboa; Trabalho de Campo(2013), no Next Room; Jardim Botânico (2009) e Promised Land (2007), na Galeria Carolina Pagès, em Lisboa. Das exposições colectivas salientam-se Onde é a China? (2014), Museu do Oriente, Lisboa; 16º Programa de Exposições (2014), Carpe Diem Arte e Pesquisa, Lisboa; Pavilhão de Portugal (2009), Hangar-7, Salzburgo, Áustria, e Vestígio (2008), Hospital Júlio de Matos. Em 2017 o seu livro de artista Hortus foi editado pelo Stolen Books. 

 

Exposição “O Lago”

26 de abril de 2018 – 31 de maio de 2018 

Inauguração

26 de abril pelas 18h30

Horário

Espaço Amoreiras

2ª a 6ª feira 7h – 23h

sábados 9h - 21h

domingos e feriados 9h – 18h

Edge Arts (escritório)

2ª a 6ª feira 8h30 – 13h30