Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Falta pouco para o arranque das Festas de Lisboa

0ed7aba2-3f49-46a0-8322-4c3a6b288276.jpg

 

Com as Festas de Lisboa quase a chegar, ultimam-se os preparativos para um mês de propostas artísticas inovadoras, ao ar livre e de entrada gratuita. 

As Festas arrancam logo no dia 1 de junho, às 19h30, com um espetáculo literalmente nas alturas, fazendo adivinhar novos horizontes numa alusão à circum-navegação de Fernão de Magalhães. Tatiana-Mosio Bongonga, uma das maiores artistas de funambulismo, irá percorrer 300 metros numa corda bamba a 33 metros de altitude na Alameda D. Afonso Henriques, rumo à Fonte Luminosa. Esta atuação de emoções fortes será acompanhada de música ao vivo pela Banda da Armada e elementos da companhia circense Basinga.

Ainda no primeiro dia do mês, assinalamos o Dia Mundial da Criança com um espetáculo de teatro tão especial quanto a data. Guardar Segredo convida os mais novos a entrarem em dois guarda-fatos que durante o fim de semana estarão colocados no Jardim da Quinta das Conchas. Celebramos também o primeiro aniversário do LU.CA – Teatro Luís de Camões, com uma programação infanto-juvenil especial durante três dias consecutivos.

Como não podia deixar de ser, as marchas populares, os arraiais, os tronos e os casamentos de Santo António regressam às ruas. Na noite mais longa do mês, 16 pares recém-casados, 23 marchas e 1 convidada – Marcha Popular de Ribeira de Frades – irão descer a Avenida da Liberdade sob a égide do Santo Popular.

Há mais casamentos – estes mais improváveis – no programa Fado no Castelo que este ano irá reunir duas grandes vozes com dois coros singulares: Ana Moura e Sopa de Pedra (dia 14) e Raquel Tavares e Gospel Collective (dia 15).   

No dia 22, é a vez do festival Com’Paço, que volta a espalhar bandas filarmónicas oriundas de todo o país em dois jardins da cidade e, pela primeira vez, na Alameda D. Afonso Henriques, que será palco do concerto de encerramento com a banda de jovens músicos Com’Paço’19 e a convidada Anabela.

Regressa também o festival Lisboa Mistura, que este ano se muda para a Quinta das Conchas, e continuamos a celebrar a diversidade cultural da cidade nas Festas da Diversidade e do Japão em Lisboa

Não há Festas sem sardinhas e este ano são seis as premiadas do Concurso Sardinhas Festas de Lisboa’19. A partir do dia 1 de junho e durante todo o mês, vamos poder conhecê-las todas melhor na exposição “100% Sardinha” que estará no Espaço Trindade.

A aposta na ilustração reflete-se também na escolha do artista que este ano desenhou as imagens do programa das Festas: a partir de Nova Iorque, onde trabalha para publicações como a revista New Yorker, o prestigiado ilustrador, fotógrafo e designer gráfico lisboeta Jorge Colombo.

As Festas encerram da melhor forma com um concerto irrepetível, construído de propósito para esta ocasião, dedicado a António Variações que faria 75 anos. Em cima do palco, no Jardim da Torre de Belém, dia 29, a partir das 22h, as suas músicas serão cantadas por Ana Bacalhau, Conan Osiris, Lena D’Água, Manuela Azevedo, Paulo Bragança e Selma Uamusse, com a Orquestra Metropolitana de Lisboa e arranjos sinfónicos a cargo de Filipe Melo, Filipe Raposo e Pedro Moreira.

Um concerto único para deixar água na boca até ao próximo ano.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.